Protesto

Ativistas jogam tinta preta em fonte histórica em Roma

Três integrantes do grupo Last Generation foram presos após mancharem a Fontana della Barcaccia, em protesto contra mudanças climáticas

Por Agências
Publicado em 01 de abril de 2023 | 12:08
 
 
 

A famosa "Fontana della Barcaccia" (barca, em italiano),  localizada na Praça da Espanha, em Roma, foi tingida de preto por um grupo de ativistas climáticos contra o aquecimento global, um ato de protesto pelo aumento da temperatura global e o temido "fim do mundo".

Três ativistas da organização Last Generation derramaram um líquido à base de carvão na tradicional fonte do século XVII, esculpida pelo italiano Pietro Bernini.

A polícia interferiu imediatamente e deteve o grupo. As autoridades locais prometeram mão forte contra um gesto considerado "estúpido e prejudicial".

Em formato de barco, a fonte foi feita em memória à inundação do rio Tibre, em 1598. O Ministério da Cultura informou que a obra será limpa e os danos sofridos serão avaliados por especialistas.

Os ativistas manifestaram através de um comunicado que a tinta despejada na água da fonte é "um presságio do cenário que está por vir, o fim do mundo, devido às secas alternadas com enchentes devastadoras e ondas de calor que acabarão com a vida na Terra", alertaram.

Autora de outras manifestações em vários museus na Europa, a Last Generation pede para a Itália investir mais em energia renovável e redução nas emissões de carbono.

 Ativistas jogaram sopa, bolo, purê de batata e tinta removível em monumentos e obras de artes. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!