Socorro

Canadá pede ajuda federal para combater incêndios florestais

Mais de 30 mil pessoas tiveram que deixar suas casas; mais de 100 incêndios foram registrados, 29 deles fora de controle

Por Agência
Publicado em 08 de maio de 2023 | 20:20
 
 
 
normal

O Canadá lutava nesta segunda-feira (08) para controlar incêndios florestais que obrigaram milhares de pessoas a fugir, paralisaram a produção de petróleo e ameaçavam destruir cidades. A província de Alberta pediu ajuda federal.

Cerca de 30.000 pessoas tiveram que deixar suas casas nos últimos três dias, enquanto mais de 100 incêndios se propagavam pela província, 29 deles fora de controle. Funcionários federais da área de catástrofes e o Exército estavam de prontidão, enquanto a premier de Alberta, Danielle Smith, falaria por telefone com o premier do país, Justin Trudeau, para pedir ajuda formalmente.

Os bombeiros deram prioridade ao combate às chamas que ameaçam residências e lojas. Muitas estradas próximas à capital da província, Edmonton, estavam bloqueadas, enquanto abrigos temporários recebiam as pessoas evacuadas. Empresas petroleiras anunciaram a suspensão temporária de suas operações, reduzindo a produção em mais de 125 mil barris de petróleo diários.

Muitos moradores e petroleiros buscaram refúgio em trailers e se instalaram em estacionamentos vazios. Alguns estão na casa de amigos ou parentes.

Dayton Valley, cidade de 7.000 habitantes, foi completamente abandonada. As árvores e os campos dos arredores foram escurecidos pelo fogo, e a fumaça subia de alguns prédios carbonizados, mas a maioria das casas parecia intacta. Não se sabe quando os moradores irão poder retornar.

Na comunidade de Fox Lake, no norte, um incêndio destruiu 20 casas, uma loja e uma delegacia de polícia. Os moradores foram evacuados de barco e helicóptero.

A premier de Alberta decretou no último sábado estado de emergência e classificou a situação dos incêndios florestais como sem precedentes. A província, uma das maiores regiões produtoras de petróleo, "experimenta uma primavera quente e seca. Com tanta lenha, bastam poucas faíscas para iniciar incêndios florestais realmente assustadores", explicou.

Quase toda Alberta e grande parte da província vizinha de Saskatchewan, bem como uma ampla faixa dos Territórios do Noroeste, enfrentam riscos extremos de incêndio, segundo um mapa de risco do governo federal.

Dois incêndios florestais fora de controle no extremo oeste da Colúmbia Britânica também levaram à evacuação de moradores. Autoridades esperam que ventos fortes exacerbem essas chamas, advertiram.

Nos últimos anos, o oeste do Canadá foi atingido repetidamente por eventos climáticos extremos, cuja intensidade e frequência aumentaram devido ao aquecimento global. Autoridades esperavam hoje que a chuva e as temperaturas mais baixas aliviassem um pouco a situação em Alberta, principalmente no sul. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!