conflito

Chefe do Wagner diz que objetivo era salvar grupo e não derrubar poder russo

Declaração foi feita em mensagem gravada de 11 minutos

Por Agência
Publicado em 26 de junho de 2023 | 13:40
 
 
 
normal

O chefe do Wagner, Yevgeny Prigozhin, disse nesta segunda-feira (26), em uma primeira mensagem de áudio após o fim de sua rebelião, que seu objetivo não era derrubar o poder russo, mas salvar seu grupo paramilitar ameaçado de ser absorvido pelo Exército. 

"O objetivo da marcha era não permitir a destruição do grupo Wagner", afirmou Prigozhin em uma mensagem gravada de 11 minutos, garantindo que o objetivo "não era derrubar o poder no país".

Ainda segundo ele, o espetacular avanço do Wagner em direção a Moscou durante seu fugaz levante revela "graves problemas de segurança" na Rússia.

"A marcha evidenciou graves problemas de segurança no país", declarou Prigozhin, ressaltando que seus homens viajaram 780 km sem encontrar muita resistência.

Em sua mensagem, ele não revela sua localização atual. O Kremlin disse que irá a Belarus, mas não especificou quando. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!