Hamas X Israel

Confira quantos palestinos, israelenses e estrangeiros já morrem no conflito

Segundo autoridades, só na Faixa de Gaza já são contabilizados mais de 5.000 mortos; três brasileiros perderam a vida

Por Agências
Publicado em 23 de outubro de 2023 | 12:49
 
 
 
normal

Centenas de cidadãos estrangeiros foram mortos, feridos, ou sequestrados, desde a ofensiva lançada pelo grupo islamista palestino Hamas contra Israel. O ataque sem precedentes deixou mais de 1.400 mortos do lado israelense. Na Faixa de Gaza, autoridades de saúde já contabilizaram mais de 5.000 mortos nos bombardeios israelenses lançados em represália.

Segundo o balanço da AFP, autoridades de seus respectivos países confirmaram a morte de cerca de 200 cidadãos estrangeiros, incluindo muitos que também tinham nacionalidade israelense. O Hamas tomou como reféns mais de 200 cidadãos israelenses, estrangeiros, ou pessoas com dupla nacionalidade, em 7 de outubro, de acordo com o balanço mais recente do governo de Israel.

Segue abaixo a lista das vítimas estrangeiras em Israel, segundo as informações mais recentes:

Brasil: 3 mortos:

Um homem e uma mulher com dupla nacionalidade brasileira e israelense morreram no ataque do Hamas. Uma brasileira morreu na ofensiva, segundo o Itamaraty.

Estados Unidos: 31 mortos, 13 desaparecidos e vários reféns

Pelo menos 31 cidadãos americanos morreram, e 13 estão desaparecidos, informou a Casa Branca. O presidente Joe Biden informou que "entre os retidos pelo Hamas há cidadãos americanos". Duas reféns americanas, mãe e filha, foram libertadas e chegaram a Israel no dia 20 de outubro.

Tailândia: 30 mortos e 19 reféns

Pelo menos 30 tailandeses morreram em território israelense, e outros 19 teriam sido sequestrados, informou o primeiro-ministro desse país do Sudeste Asiático. Quase 30.000 tailandeses trabalham em Israel, principalmente em serviços ligados à agricultura.

França: 30 mortos, um refém e sete desaparecidos

Trinta franceses morreram, uma pessoa foi tomada como refém, e outras sete estão desaparecidas, informou uma fonte diplomática.

Rússia: 19 mortos, 2 reféns e 7 desaparecidos

Dezenove russo-israelenses morreram, e outros dois são reféns do Hamas em Gaza. Sete russos também estão desaparecidos, de acordo com o último relatório da embaixada russa em Tel Aviv.

Ucrânia: 18 mortos

Segundo Kiev, 18 ucranianos morreram, incluindo uma mulher que foi morta em Gaza.

Nepal: 10 mortos e um desaparecido

O Nepal relatou que dez cidadãos morreram no kibutz Alumim (sul), que foi atacado. Esse kibutz acolhia 17 estudantes nepaleses. Também há um desaparecido. Outros quatro nepaleses foram hospitalizados, e a embaixada em Tel Aviv não consegue entrar em contato com um quinto.

Argentina: 9 mortos e 21 desaparecidos

A Chancelaria argentina confirmou a morte de nove de seus cidadãos, e o desaparecimento de outros 21. Entre eles, estão dois irmãos: Iair e Eitan Horn, segundo seu pai.

Reino Unido: 9 mortos e 7 desaparecidos

Ao menos nove britânicos morreram, e outros sete estão desaparecidos, informou Downing Street.  Entre os mortos, está Yahel Sharabi, uma adolescente de 13 anos, abatida com sua mãe Lianne. Sua irmã mais velha, Noiya, de 16 anos, e seu pai, Eli, continuam desaparecidos.

Alemanha: vários mortos e vários reféns

Em torno de dez alemães morreram e se registrou "um pequeno número de dois dígitos" de reféns.

Canadá: 6 mortos e 2 desaparecidos

O governo canadense confirmou a morte de 6 cidadãos. Outros dois seguem desaparecidos.

Romênia: 5 mortos e 1 refém

A Romênia anunciou a morte de cinco romeno-israelenses, incluindo um soldado. Além disso, um cidadão com dupla nacionalidade segue mantido como refém.

Portugal: 4 mortos e 4 desaparecidos

Lisboa anunciou a morte de quatro pessoas de nacionalidade portuguesa e israelense e que outras quatro estão desaparecidas.

Áustria: 4 mortos e 1 desaparecido

O Ministério das Relações Exteriores da Áustria declarou, na quarta-feira (18), que quatro pessoas de dupla nacionalidade morreram. Uma pessoa continua desaparecida.

China: 4 mortos e 2 desaparecidos

A Chancelaria chinesa anunciou na segunda-feira que quatro cidadãos chineses morreram, e dois estão desaparecidos.

Filipinas: 4 mortos e 2 desaparecidos

O governo filipino anunciou a morte de quatro cidadãos das Filipinas no ataque a um kibutz próximo de Gaza, entre eles uma mulher de 33 anos e um homem de 42, assim como uma pessoa de 49, no festival perto da fronteira. Dois filipinos também estão desaparecidos.

Belarus: 3 mortos e 1 desaparecido

A embaixada bielorrussa em Tel Aviv anunciou que três de seus cidadãos morreram "em trágicas circunstâncias" e que há um desaparecido.

Peru: 3 mortos e 4 desaparecidos

A Chancelaria peruana informou que três cidadãos morreram e que quatro estão desaparecidos.

África do Sul: 2 mortos

O Ministério das Relações Exteriores da África do Sul disse que dois de seus cidadãos morreram.

Itália: 1 morto e 2 desaparecidos

O governo italiano anunciou na terça-feira a morte de um cidadão ítalo-israelense de 65 anos. Outras duas pessoas de dupla nacionalidade estão desaparecidas.

Chile: 1 morto e 1 desaparecido

A Chancelaria chilena informou a morte de uma cidadã do país. Outra chilena está desaparecida.

Turquia: 1 morto e 1 desaparecido

Ancara confirmou na sexta-feira a morte de um cidadão turco-israelense que vivia em Israel desde 1972. Outro cidadão turco está desaparecido.

Espanha: 1 morto e 1 refém

Uma cidadã espanhola que também tinha cidadania israelense morreu no último dia 7. Um espanhol do País Basco, casado com uma chilena, é um dos reféns em Gaza, segundo o governo de Madri.

Colômbia: 1 morto e 1 desaparecido

Bogotá anunciou a morte de um colombiano e informou o desaparecimento de outro cidadão.

Holanda: 1 morto e 1 refém

Uma mulher de 33 anos morreu em Gaza, informou no X (ex-Twitter) a ministra holandesa das Relações Exteriores, Hanke Bruins Slot. Além disso, um holandês de 18 anos sequestrado no kibutz Beeri segue como refém do Hamas, segundo a embaixada israelense na Holanda.

Camboja: 1 morto

Phnom Penh confirmou a morte de um estudante do país.

Honduras: 1 morto

O vice-ministro das Relações Exteriores de Honduras, Gerardo Torres, disse à AFP que "está confirmado" que um hondurenho morreu na incursão do Hamas a uma comuna perto da Faixa de Gaza.

Austrália: 1 morto

A ministra australiana das Relações Exteriores, Penny Wong, informou a morte de uma cidadã nos ataques.

Azerbaijão: 1 morto

O Ministério das Relações Exteriores informou que um azerbaijano faleceu.

Irlanda: 1 morto

O governo irlandês confirmou que uma irlandesa também com nacionalidade israelense, de 22 anos, morreu.

Suíça: 1 morto

Um cidadão suíço-israelense de quase 70 anos, estabelecido em Israel desde 2004, morreu no ataque, segundo o governo suíço.

México: 2 reféns

A ministra das Relações Exteriores, Alicia Barcena, escreveu na rede social X que dois mexicanos, um homem e uma mulher, foram tomados como reféns.

Paraguai: 2 desaparecidos

O Ministério das Relações Exteriores do Paraguai informou o desaparecimento de dois cidadãos paraguaios residentes em Israel.

Outros países

Segundo fontes oficiais, os seguintes países também informaram o desaparecimento de um ou de vários de seus cidadãos: Tanzânia (dois) e Sri Lanka (dois). (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!