Colômbia

Criança socorrida na Amazônia diz que brincou com cão Wilson

Animal, que foi fundamental na busca pelos quatro irmãos, se perdeu na selva

Por O Tempo
Publicado em 11 de junho de 2023 | 16:18
 
 
 

Uma das quatro crianças resgatadas após 40 dias perdidas na selva na Colômbia, Lesly Mucutuy, de 13 anos, afirmou que o cachorro Wilson esteve com ela e com os três irmãos. A garota disse que chegou a brincar com o cão, que foi importante nas buscas e está desaparecido. Agora, as autoridades colombianas seguem à procura de Wilson.

Lesly contou que o cão foi até o local em que estava com os irmãos, na parte Floresta Amazônica. Após brincarem, o animal foi embora e se se perdeu na mata, disse a diretora do Instituto Colombiano de Bem-estar Familiar (ICBF), Astrid Cáceres, ao jornal local "Cambio".

O relato de Lesly confirma que Wilson foi o primeiro a achar os quatro irmãos. Autoridades colombianas já trabalhavam com essa hipótese, uma vez que no local aonde as crianças estavam havia pegadas de um cachorro. A expectativa era de que Wilson estivesse junto com os irmãos, o que não aconteceu. 

Buscas

O Exército colombiano afirmou nesse sábado (10) que a operação de resgate que encontrou as quatro crianças com vida, na Colômbia, vai seguir em andamento até também localizar Wilson, um pastor belga de 6 anos que participou das buscas. O cachorro ajudou a localizar o avião e os corpos dos três adultos que morreram no acidente, mas sumiu na mata durante os trabalhos.

Nas redes sociais, o comando de buscas disse estar procurando pelo cachorro. "Vamos fazer o que sempre fizemos: Salvar vidas em cada missão! Estamos avançando na busca do nosso comandante canino Wilson. Um comando não abandona outro comando, ninguém fica para trás. #VamosPorWilson #OperaçãoEsperança", escreveram as Forças Militares no Twitter .

 

Saiba mais

Desaparecidos há 40 dias, os quatro irmãos foram levados ao hospital de Bogotá para avaliação médica. As crianças estavam desidratadas e tinham ferimentos leves, sobretudo nos pés. Elas pertencem à etnia indígena uitoto e têm 13, 9 e 4 anos, além de um bebê de 11 meses, que completou um ano durante o período na selva.

Na última semana, durante as buscas na mata fechada, pegadas do animal foram encontradas junto com marcas que poderiam ser das crianças. Quando Wilson sumiu, as equipes de resgate chegaram a suspeitar que ele pudesse ter encontrado os irmãos e permanecido com eles. Mas o cão não estava lá no momento do resgate das crianças.

Segundo o jornal colombiano "Cambio", Wilson foi solto na quarta-feira da semana passada em uma área para tentar encontrar as crianças e, até o momento, não havia regressado, apesar do seu treinamento.

Ainda de acordo com o "Cambio", há três semanas o cachorro ficou desaparecido por horas, mas retornou aos militares. O animal estava com alto grau de desidratação e pequenas feridas. (Com agências)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!