religião

Dez anos do pontificado de Francisco: veja datas marcantes da trajetória do papa

Primeiro pontífice jesuíta e latino-americano da história completa uma década à frente da Igreja Católica nesta segunda-feira (13)

Por Agência
Publicado em 13 de março de 2023 | 08:04
 
 
 

Confira as principais datas do pontificado de Francisco, primeiro papa jesuíta e latino-americano da história, que completa 10 anos à frente da Igreja Católica nesta segunda-feira (13).

- 13 de março de 2013: eleito o 266º papa, sucessor de Bento XVI, que renunciou ao cargo. Escolhe o nome "Francisco", em referência a Francisco de Assis, santo padroeiro dos pobres.

- 8 de julho de 2013: em Lampedusa (Itália), porta de entrada dos migrantes africanos na Europa, critica "a globalização da indiferença". Em 2016, durante uma visita ao acampamento de migrantes de Lesbos (Grécia), Francisco leva para o Vaticano três famílias de refugiados da Síria, 12 pessoas no total.

- 11 de julho de 2013: anuncia a reforma do código penal do Vaticano para lutar contra a pedofilia e a corrupção na Igreja.

- 29 de julho de 2013: no retorno de uma viagem ao Brasil, o papa pronuncia uma frase que ganhou muito destaque na imprensa: "Se uma  pessoa é gay e procura Deus e tem boa vontade, quem sou eu para julgar?".

- 22 de dezembro de 2014: diante de alguns cardeais estupefatos, pronuncia o discurso das "15 enfermidades", enumerando os males que corroem a Cúria romana.

- 18 de junho de 2015: publica sua segunda encíclica, "Laudato Si'", consagrada à ecologia.

- 12 de fevereiro de 2016: encontro histórico com o patriarca russo ortodoxo Kirill, quase mil anos após o cisma entre a Igreja do Oriente e Roma.

- 11 de abril de 2018: reconhece "graves erros" e pede "perdão" pela gestão dos casos de violências sexuais no Chile.

- 20 de agosto de 2018: em uma carta, Francisco reafirma o compromisso da Igreja na luta contra as violências sexuais.

- 22 de setembro de 2018: anúncio de um acordo histórico entre a China e a Santa Sé sobre as nomeações dos bispos, renovado em 2022.

- 4 de fevereiro de 2019: assinatura em Abu Dhabi de uma declaração sobre a fraternidade humana com o grande imã de Al Azhar, Ahmed Al Tayeb, grande autoridade sunita.

- 16 de fevereiro de 2019: expulsa do sacerdócio o cardeal americano Theodore McCarrick, acusado de violências sexuais contra menores.

- 21 a 24 de fevereiro de 2019: organiza no Vaticano uma reunião sobre as violências sexuais na Igreja.

- 12 de fevereiro de 2020: descarta o projeto de padres casados e mulheres diaconisas na Amazônia, decepcionando os progressistas que esperavam uma mudança histórica.

- 27 de março de 2020: pronuncia em plena pandemia de covid-19 uma bênção "Urbi et Orbi" sozinho em uma praça de São Pedro deserta.

- 24 de setembro de 2020: destitui o cardeal italiano Angelo Becciu, acusado de desvio de fundos em uma operação imobiliária opaca do Vaticano, que abriu o caminho para um processo em 2021.

- 4 de outubro de 2020: publica sua terceira encíclica "Fratelli tutti" sobre a fraternidade e a amizade social. Critica, por exemplo, "o dogma neoliberal".

- 21 de outubro de 2020: se declara em um documentário favorável à união civil de homossexuais.

- 6 de março de 2021: reunião com o aiatolá xiita Ali Al Sistani durante uma viagem histórica ao Iraque.

- 4 de julho de 2021: passa por uma operação no cólon e permanece hospitalizado por 10 dias.

- 16 de julho de 2021: a publicação de uma carta apostólica que limita a celebração da missa em latim provoca a revolta dos católicos conservadores.

- 25 de fevereiro de 2022: um dia após a invasão da Ucrânia, Francisco faz uma visita incomum ao embaixador russo nas proximidades da Santa Sé. Desde então, insiste nos pedidos pela paz, mas é ignorado.

- 5 de junho de 2022: entra em vigor uma nova Constituição apostólica que conclui a reorganização da Cúria e a descentralização da Igreja.

- 24 de julho de 2022: inicia uma viagem ao Canadá para pedir perdão aos povos originários pelos abusos nos internatos administrados pela Igreja.

- 5 de janeiro de 2023: preside o funeral do antecessor Bento XVI. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!