esquerda e centro-direita

Dinamarca tem novo governo de coalizão, seis semanas após eleições

O bloco de cinco partidos de esquerda conseguiu a maioria absoluta com 90 assentos, frente aos 73 da direita e extrema-direita, e os 16 do centro

Por Agências
Publicado em 13 de dezembro de 2022 | 17:50
 
 
 

Seis semanas depois das eleições legislativas, a Dinamarca formou um governo, com social-democratas e liberais, uma aliança de esquerda e centro-direita inédita em mais de 40 anos, anunciou nesta terça-feira (13) a chefe do Executivo, Mette Frederiksen.

“Na quinta-feira, será apresentado um novo governo, composto de social-democratas, liberais e moderados” de centro, declarou a governante social-democrata à imprensa após informar sobre o acordo à rainha Margarida.

Frederiksen havia obtido uma vitória apertada nas eleições legislativas de 1º de novembro, que com a formação de governo permitirá que ela permaneça no cargo.

O bloco de cinco partidos de esquerda conseguiu a maioria absoluta com 90 assentos, frente aos 73 da direita e extrema-direita, e os 16 do centro.

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!