Saúde

Doença de Chagas mata 10 mil pessoas por ano na América Latina

Organização Pan-Americana da Saúde divulga novos dados na véspera do dia mundial de combate à doença

Por Agências
Publicado em 13 de abril de 2023 | 18:43
 
 
 
normal

A doença de Chagas "afeta mais de 6 milhões de pessoas em todo o mundo, a maioria delas na América Latina", onde há 10 mil mortes por ano, informou a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quinta-feira (13).

A enfermidade, causada pelo parasita Trypanosoma cruzi, é quase 100% curável se for detectada e tratada em sua fase inicial, garante a Opas em comunicado, na véspera do dia mundial de combate à doença.

O parasita é transmitido principalmente através da picada de um inseto conhecido como bicho-barbeiro.

Mas a transmissão da doença também ocorre por transfusão de sangue, consumo de alimentos contaminados, transplante de órgãos e ainda pode passar de mãe para filho durante a gestação e o parto.

"Chagas é uma doença que poucos conhecem, mas que afeta milhões de pessoas", ressaltou o epidemiologista brasileiro Jarbas Barbosa, diretor da Opas, citado na nota.

Por ser em grande medida assintomática, a maioria dos doentes não é diagnosticada com a doença, que leva o nome de Carlos Chagas, o médico e pesquisador brasileiro que a descobriu em 1909.

Apesar de a maioria dos doentes estar na América Latina, onde "são registrados 30 mil novos casos e 10 mil mortes por ano", a doença está sendo cada vez mais detectada em outros países e continentes devido à mobilidade da população, segundo a Opas, o braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) no continente americano.

Estima-se que cerca de 1,1 milhão de mulheres em idade fértil estão infectadas pelo Trypanosoma cruzi na América Latina e que, a cada ano, 9 mil crianças contraem a doença por transmissão materno-infantil, informa a Opas.

"Com taxas tão baixas de detecção de Chagas, o tratamento chega muito tarde", destaca o médico Massimo Ghidinelli, diretor interino do Departamento de Prevenção, Controle e Eliminação de Doenças Transmissíveis da Opas.

Se for diagnosticada a tempo, a doença pode ser curada ou controlada.

Na fase crônica, o tratamento pode impedir ou atrasar seu progresso, mas, sem o mesmo, e no longo prazo, até 30% dos doentes podem desenvolver complicações irreversíveis para o sistema nervoso, o aparelho digestivo e o coração.

A doença de Chagas continua sendo endêmica em 21 países das Américas e é uma das mais de 30 enfermidades que a Opas e os países da região querem erradicar até 2030.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!