REDES SOCIAIS

Ex-médica é condenada a seis anos de prisão por publicar conteúdo no OnlyFans

Ela foi julgada e condenada pela justiça local por prejudicar a cultura e a dignidade do país

Por O TEMPO
Publicado em 29 de setembro de 2022 | 10:23
 
 
 

O tribunal militar na região de Insein, em Mianmar, condenou, no início de setembro,  a ex-médica Nang Mwe San, a seis anos de prisão por postar conteúdo sexual na plataforma OnlyFans. A mulher de 34 anos foi julgada e condenada pela justiça local por "prejudicar a cultura e a dignidade" do país. 

De acordo com o portal RFA, o julgamento de Nang Mwe San, que atualmente atua como modelo, foi pautado pela lei marcial, aplicada desde que os militares aplicaram um golpe de estado na região. Como ela mora no distrito de North Dagon, em Yangon, que está sob controle direto dos militares, a modelo não foi autorizada a contratar um advogado.

Ainda segundo a imprensa local, em 2019, a mulher teve sua licença médica cancelada pelo Conselho Médico de Mianmar, que disse que sua roupa em um post nas redes sociais ia contra a “cultura e tradição de Mianmar”. 

Antes de ir a julgamento, Nang Mwe San teve seu passaporte confiscado pelo regime quando foi renová-lo em maio, quando se preparava para acompanhar seu pai a Bangkok para tratamento médico. 

Além da Nang Mwe San, o tribunal de Mianmar também condenou, em setembro, a modelo Thinzar Wint Kyaw por publicar conteúdos no OnlyFans. 

A dupla participou de protestos em massa contra o golpe junto com outros artistas e celebridades após o golpe militar do ano passado. A Seção 33 (a) tem um prazo máximo de 15 anos.


 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!