Rei

Fortuna de Charles III supera a de Elizabeth II; coroação será sábado (6/5)

Após receber em setembro, quando a icônica rainha partiu, herança avaliada em 360 milhões de libras (R$ 2,245 bilhões), a fortuna do monarca subiu para 600 milhões de libras (R$ 3,740 bilhões)

Por Agências
Publicado em 02 de maio de 2023 | 14:43
 
 
 
normal

Charles III, de 74 anos, que será oficialmente coroado neste sábado (6), possui uma fortuna maior que a de sua mãe, Elizabeth II - cuja herança acumulou com os bens de quando era apenas príncipe de Gales. Após receber em setembro, quando a icônica rainha partiu, a herança avaliada em 360 milhões de libras (US$ 449 milhões ou R$ 2,245 bilhões), a fortuna do novo monarca britânico subirá para 600 milhões de libras (US$ 748 milhões ou R$ 3,740 bilhões), estimou o jornal The Times.

Segundo uma fonte próxima da família real citada pelo jornal, Charles III conduziu uma ambiciosa política de investimentos para reabastecer os seus cofres após o divórcio com Diana. A separação custou-lhe 17 milhões de libras em 1996 (cerca de R$ 26 milhões, na época).

Entretanto, o então príncipe de Gales já contava com  os benefícios do Ducado da Cornualha, cuja renda foi recebida desde a ascensão da mãe ao trono, em 1952, até sua morte, em 2022. Este foi um patrimônio criado no século XIV para dar independência financeira ao herdeiro real. Na prática, ele não é dono dos bens, mas recebe os lucros produzidos até que seja coroado.

Em um documentário da ITV em 2019, Camilla confirmou que, para Charles, o ducado "reúne tudo o que o apaixona". O futuro rei visitava regularmente as fazendas que alugava aos agricultores e os encorajava a usar métodos agrícolas sustentáveis.

Além de 260 fazendas, o ducado possui 52.450 hectares de terra e recebe 345 milhões de libras (R$ 2,169 bilhões) em aluguel das propriedades comerciais. Charles III até criou uma cidade, Poundbury, nos arredores de Dorchester, onde aplicou suas preferências arquitetônicas.

Sob sua liderança, o Ducado cresceu em tamanho. Em seu último relatório anual, apontou mais de 1 bilhão de libras em ativos, um recorde. O herdeiro recebeu lucros que chegam em 23 milhões de libras (cerca de R$ 144 milhões), um aumento de mais de 40% em quinze anos.

Apesar do testamento da rainha não ser público, é de conhecimento que o Castelo de Balmoral - onde a família real passa férias - e a propriedade de Sandringham estão entre as propriedades herdadas por Charles, ao contrário do Palácio de Buckingham e do Castelo de Windsor, que pertencem ao Estado. Outro símbolo histórico da monarquia britânica, as "joias da coroa", que representam vários bilhões de libras, também são propriedade da nação e, portanto, estão excluídas da avaliação da fortuna real.

No entanto, o Estado paga ao rei uma "subvenção soberana" que corresponde a um quarto dos rendimentos gerados pelo "Crown Estate" - um vasto fundo constituído por ativos imobiliários e todos os parques eólicos marítimos do país. A comissão restante é destinada ao Tesouro.

Essa doação atingiu 86,4 milhões de libras (R$ 652 milhões, aproximadamente) em 2021-2022. Um terceiro e último fundo completa a fortuna real: o Ducado de Lancaster, controlado pelo monarca, que contribuiu em 2022 com 24 milhões de libras (R$ 147,9 milhões) para a rainha.

Quando se trata de avaliar a riqueza total dos fundos da Coroa, "acho que ninguém sabe o quanto isso representa", admite Kertesz. Em uma série de artigos intitulada "The Cost of the Crown" (O custo da coroa, em tradução livre), o jornal britânico de esquerda The Guardian tentou avaliar a fortuna real, tomando a decisão de incluir os bens do Ducado de Lancaster - que são legalmente definidos como controlados pelo Estado -, cujo benefício total vai para o monarca.

O jornal também inclui veículos de luxo, tecnicamente propriedade do Estado, mas usados pela família real. Com isso, a fortuna de Charles III chegaria a 1,8 bilhão de libras (US$2,244 bilhões ou R$11,320 bilhões). (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!