Mistério

General que "sabia segredos de Putin" morre supostamente envenenado em prisão

Médicos que atenderam o general russo apontaram que ele tinha leucemia, doença que ainda não havia sido diagnosticada, mas site local levanta suspeitas de envenenado

Por Agências
Publicado em 17 de agosto de 2023 | 10:51
 
 
 

O general Gennady Lopyrev, 69, que estava detido por saber segredos do presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi encontrado morto na prisão. Lopyrev adoeceu na última segunda-feira (14), quando apresentou dificuldades respiratórias. As informações são do The Sun.

Os médicos que atenderam o general russo apontaram que ele tinha leucemia, doença que ainda não havia sido diagnosticada. Entretanto, segundo o site, há suspeitas de que o militar teria sido envenenado. Gennady Lopyrev era membro do Serviço de Proteção Federal da Rússia e atuou na supervisão da construção do Palácio Gelendzhik, mansão supostamente construída com dinheiro público russo para uso pessoal de Putin.

Lopyrev foi condenado em 2017 a 10 anos de prisão, acusado de receber propinas e possuir munição de forma ilegal. Ele negava todas as acusações. O filho do general, identificado como Alexander, classificou a morte do pai como "suspeita". Ele destacou que a defesa iria pedir a liberdade condicional de Lopyrev.

A morte de Gennady Lopyrev foi a segunda de um militar do alto escalão russo em 24 horas. Nesta quarta-feira (16), o general Gennady Zhidko, 58, foi encontrado morto após ser expulso do comando militar. Mortes suspeitas de magnatas russos também chamaram a atenção da imprensa. As mortes são atribuídas a suicídios ou acidentes, mas também podem ser assassinatos disfarçados, segundo estudiosos da Rússia.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!