volta para casa

Governo Federal resgata 33 brasileiros que estavam na Cisjordânia

Voo de repatriação deve decolar de Amã, na Jordânia, ainda nesta quarta-feira

Por O Tempo
Publicado em 01 de novembro de 2023 | 08:29
 
 
 
normal

O Ministério das Relações Exteriores afirma ter resgatado, nesta quarta-feira (1º), um grupo de 33 brasileiros que se encontravam na Cisjordânia e haviam solicitado sua repatriação para o Brasil. A operação foi comandada pelo Escritório de Representação do Brasil em Ramallah. Os brasileiros estavam baseados em 11 cidades diferentes e foram transportados até a cidade de Jericó, por meio de ônibus e vans providenciados pela representação no país.

Segundo o governo, os veículos foram identificados com a bandeira do Brasil, e por segurança, as placas, trajetos e listas de passageiros foram informados às autoridades da Palestina e de Israel. Após os trâmites migratórios, em Jericó, o grupo partiu para o cruzamento da fronteira com a Jordânia. Na sequência, embarcou até Amã, capital da Jordânia. 

No Aeroporto Internacional Queen Alia, os brasileiros serão embarcados numa aeronave da Presidência da República que tem previsão de decolagem ainda nesta quarta. O voo terá como destino no Brasil a Base Aérea de Brasília. O destino final das pessoas repatriadas será Foz do Iguaçu (oito), São Paulo (cinco), Florianópolis (quatro), Recife (três), Rio de Janeiro (três), Fortaleza (três), Curitiba (dois), Goiânia (dois), Brasília (dois) e Porto Alegre (um).

Faixa de Gaza

Na Faixa de Gaza, região que não tem fronteira com a Cisjordânia, outro grupo de 34 brasileiros ainda aguarda a autorização para cruzar a fronteira com o Egito, único caminho viável para tomar outro voo da FAB, desta vez partindo do Cairo rumo ao Brasil. Nesta quarta-feira, a fronteira foi aberta pela primeira vez desde o início do conflito para a saída de palestinos feridos e de um grupo de cerca de 450 estrangeiros.

Nessa primeira lista estão nacionais de Austrália, Áustria, Bulgária, Finlândia, Indonésia, Jordânia, Japão, República Tcheca, profissionais da Cruz Vermelha e de ONGs. “Novas listas serão publicadas em breve e nossos brasileiros devem estar nelas”, afirmou o embaixador Alessandro Candeas.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!