Tecnologia

Homem usa Inteligência Artificial e 'ressuscita' avó morta na China

Paralelo a isso, algumas empresas chinesas do ramo funerário já estão utilizando IA para criar avatares que são utilizados em velórios

Por O Tempo
Publicado em 14 de abril de 2023 | 19:42
 
 
 
normal

As inteligências artificiais estão sendo utilizadas nas mais diversas áreas do conhecimento e com propósitos, muitas vezes, inusitados. Desta vez, um homem de Xangai surpreendeu a todos quando publicou um vídeo em que mostra uma versão de sua falecida avó utilizando o recurso. Wu Wuliu é designer visual e descreveu a façanha como um processo para ‘ressuscitar” a parente morta. 

O profissional utilizou de fotos da avó e de mensagens de áudio que utilizou para simular tanto a voz quanto o sotaque dela. Em seguida, ele utilizou o ChatGPT para transformar a linguagem da IA, conseguindo simular conversas que ele poderia ter com a ancestral. 

A iniciativa, no entanto, gerou um debate em torno de recriar pessoas mortas utilizando inteligência artificial. Por um lado, algumas pessoas acreditam que o luto pode ser mais facilmente superado com o processo; por outro, há aquelas que veem um possível catalisador para depressão ou apreensão ao passado por parte dos sujeitos enlutados. 

Já Wu Wuliu comentou que a criação digital permitiu que ele lidasse com alguns arrependimentos relacionados à avó, que morreu em janeiro de 2023. No vídeo, ele comenta que se afastou da parente nos últimos anos, embora tenha sido criado por ela.

Paralelo a isso, algumas empresas chinesas do ramo funerário já estão utilizando inteligência artificial para criar avatares que são utilizados em velórios. (Com informações de Canaltech)

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!