Mundo

Incêndio florestal deixa mais de 16 mil pessoas desalojadas no Canadá

Chamas atingiram florestas na província de Nova Escócia, no leste do país; várias casas e veículos foram destruídos

Por Agências
Publicado em 29 de maio de 2023 | 20:58
 
 
 
normal

Mais de 16.000 pessoas foram obrigadas a deixar suas casas na província da Nova Escócia, no leste do Canadá, informaram as autoridades nesta segunda-feira (29), quando um dos diversos incêndios florestais que assolam o país ameaçava a cidade de Halifax. 

O incêndio obrigou os residentes dos subúrbios a sair rapidamente na noite de domingo (28) para segunda (29) e levou à declaração de um estado de emergência. O fogo, porém, não se espalhou desde então, ainda que siga fora de controle em grande parte do noroeste da cidade. 

As imagens televisivas mostravam grandes colunas de fumaça. Várias casas e veículos foram destruídos, porém não foi informado se houve feridos.

O primeiro-ministro da Nova Escócia, Tim Houston, descreveu uma província "no limite", enquanto o prefeito de Halifax, Mike Savage, disse que a cidade de 430.000 habitantes enfrenta um cenário de incêndios "sem precedentes". 

Os ventos que espalharam as chamas mudaram de direção na segunda-feira, empurrando o incêndio da área de Halifax para o sentido de onde veio.

As autoridades, no entanto, disseram que era necessário uma chuva significativa para sufocar as chamas, porém não há nenhuma prevista para esta semana.

Nesta segunda-feira, houve incêndios florestais em oito das 13 províncias e territórios canadenses. Nos últimos anos, o oeste do Canadá foi afetado repetidamente por fenômenos meteorológicos extremos, cuja intensidade e frequência aumentaram devido ao aquecimento global. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!