Guerra na Ucrania

Kiev lida com falta de energia em meio a neve e temores de ataques

Clima frio está aumentando gradualmente a necessidade de eletricidade

Por Por agências
Publicado em 27 de novembro de 2022 | 15:33
 
 
 

A neve começou a cair em Kiev e as temperaturas giraram em torno de zero neste domingo (27), enquanto milhões de pessoas dentro e ao redor da capital ucraniana precisam lidar com interrupções no fornecimento de eletricidade e aquecimento causadas por ondas de ataques aéreos russos.

O clima frio está aumentando gradualmente a necessidade de energia elétrica por parte dos consumidores, mesmo com os trabalhadores correndo para consertar instalações de energia destruídas, disse a operadora de rede Ukrenergo. 

Os produtores de eletricidade ainda não conseguiram retomar o fornecimento total de energia após os ataques de mísseis russos na quarta-feira (23) e não têm escolha a não ser economizar energia impondo apagões, afirmou a operadora. 

“O regime de restrição de consumo ainda está em vigor devido a um déficit de capacidade, que atualmente está em torno de 20%”, disse a Ukrenergo via Telegram. 

Moscou teve como alvo a infraestrutura vital da Ucrânia nas últimas semanas por meio de ondas de ataques aéreos que provocaram blecautes generalizados e mataram civis. Novos ataques na quarta-feira causaram os piores danos até agora no conflito, deixando milhões de pessoas sem luz, água ou aquecimento, com a temperatura caindo abaixo de 0 graus Celsius. 

David Arakhamiya, líder do partido do presidente Volodymyr Zelenskiy, previu que a Rússia realizará novos ataques alvejando a infraestrutura ucraniana na próxima semana e disse que o período pode ser "realmente difícil".

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!