Manipur

Mais de 20 mil pessoas fugiram de confrontos étnicos no nordeste da Índia

Agitação eclodiu no estado de Manipur, onde uma marcha de protesto organizada por um grupo tribal na quarta-feira se transformou em confrontos. Confrontos já fizeram mais de 50 mortos

Por Agências
Publicado em 07 de maio de 2023 | 10:13
 
 
 
normal

Mais de 20.000 pessoas fugiram dos confrontos étnicos que abalam o nordeste da Índia e que provocaram dezenas de mortos, anunciou o exército neste domingo (7/05).

Os confrontos no estado de Manipur, na fronteira com Mianmar, explodiram na quarta-feira (3), depois que um protesto de comunidades tribais terminou em distúrbios. 

O exército mobilizou milhares de soldados e ordenou que os miltiares atirem em "casos extremos". As autoridades também bloquearam o acesso à internet e determinaram um toque de recolher. 

Nenhum incidente grave foi registrado no sábado à noite e o toque de recolher foi suspenso em Churachandpur, uma das áreas de maior tensão, informou o exército em um comunicado.

"No total, 23.000 civis foram socorridos e transferidos para nossas bases de operações ou quartéis militares", acrescenta a nota.

As autoridades locais não divulgaram um balanço oficial, mas os necrotérios dos hospitais de Imphal, a capital do estado, e de Churachandpur registraram 54 vítimas fatais.

O estado isolado de Manipur é cenário há várias décadas de tensões que envolvem grupos étnicos e separatistas.

A região abriga dezenas de grupos tribais e guerrilheiros com reivindicações que vão de maior autonomia até a separação do restante da Índia. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!