Chamas altas

Moradores precisam se jogar ao oceano para escapar de incêndios no Havaí

Incêndios florestais alimentados por ventos com a força de um furacão provocaram retiradas em áreas do arquipélago do Pacífico

Por Agências
Publicado em 09 de agosto de 2023 | 17:56
 
 
 

Incêndios florestais alimentados por ventos com a força de um furacão provocaram retiradas em áreas do arquipélago do Havaí na madrugada desta quarta-feira (9) e alguns habitantes se jogaram no oceano Pacífico para escapar da fumaça e das chamas, disseram as autoridades. Ao menos, seis pessoas morreram.

A vice-governadora do Estado insular americano, Sylvia Luke, declarou à CNN que evacuações em uma de suas ilhas, a de Mauí, estão "em curso", mas que ainda não tinha um número definido de pessoas que devem deixar suas casas.

O local mais danificado estaria na cidade de Lahaina, no extremo noroeste de Mauí. "As pessoas estão pulando na água para evitar o fogo", disse o major-general do Exército americano, Kenneth Hara, à rede Hawaii News Now. "A Guarda Costeira está dando apoio", acrescentou. 

A Guarda Costeira informou que havia "resgatado com sucesso 12 pessoas das águas em frente ao litoral de Lahaina" e que estava enviando outras embarcações para Mauí. 

Por sua vez, Luke apontou que os incêndios foram causados pelas condições secas e pelos fortes ventos do furação Dora, que se encontra ao sul das ilhas americanas, mas não se espera que ele toque a terra. 

Detalhou que os incêndios estavam sendo alimentados por ventos de até 130 quilômetros por hora.

De todas as formas, segundo Luke, os incêndios "não alcançaram muitas casas" até agora. 

(AFP)
                
 

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!