Condição rara

Mulher com 2 vaginas gerou bebês pela direita e agora tenta 3º pela esquerda

Australiana foi diagnosticada com dois úteros aos 20 anos após um exame ginecológico

Por O TEMPO
Publicado em 04 de abril de 2023 | 09:58
 
 
 
normal

A australiana Evelyn Miller, de 31 anos, que viralizou recentemente ao revelar ter duas vaginas e dois úteros (útero didelfo), disse que gerou seus dois filhos, Andrew, de 1 ano e 8 meses, e Georgia, de 8 meses, pelo útero direito. Agora, Evelyn diz que tenta gerar o terceiro filho pela vagina esquerda. 

A mulher foi diagnosticada com dois úteros aos 20 anos após um exame ginecológico. Na época, ela chegou a ficar grávida, mas precisou interromper a gravidez devido ao alto risco da gestação. Isso porque o sistema reprodutivo de Evelyn é dividido em tamanhos iguais. Dessa forma, cada útero tem a metade do tamanho de um órgão normal, e os bebês podem ter dificuldade de crescimento.

Ainda assim, a australiana, que produz conteúdo adulto para o OnlyFans, conseguiu gerar duas crianças saudáveis pelo sistema reprodutivo do lado direito. Ela diz, no entanto, que não foi um processo fácil.

“Fiquei desconfortável durante a gravidez - minha barriga estava do lado direito porque eu estava grávida no útero direito, o que significa que o bebê nunca sentava no centro, então tinha dor nas costas terríveis”, conta ao jornal The Mirror. Para tanto, ela não conseguiu dar à luz de forma natural e precisou fazer duas cesarianas. 

Devido às suas raras condições, o médico disse que ela não pode mais usar a vagina direita para engravidar e deve ter cuidado durante o sexo. Por isso, ela foi aconselhada a tentar o terceiro filho pela vagina esquerda.

“Estamos tentando o nosso terceiro e temos que usar minha vagina esquerda agora, já que a direita teve duas cesarianas, meu médico nos disse que não podemos mais usar a direita, então precisamos ter cuidado ao fazer sexo”, falou.

'Uma vagina é solteira, e a outra é casada'

Evelyn produz conteúdo para plataformas adultas, como Onlyfans e PornHub, e declara que tem "uma vagina para trabalhar e outra para brincar [com o marido]". "Uma vagina é solteira, e a outra é casada", brincou.

Ela produz conteúdo em vídeo e imagens solo e também com participação de outros homens para plataformas de conteúdo adulto e ganha £ 12 mil por semana (algo em torno de R$ 75 mil). 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!