detido há 15 anos

Mulher dá à luz a quadrigêmeos concebidos com esperma de marido preso

Na Palestina, é comum ver crianças nascidas a partir de espermas retirados clandestinamente de prisões israelenses

Por Agências
Publicado em 13 de junho de 2023 | 17:24
 
 
 
normal

Uma palestina deu à luz a quadrigêmeos concebidos por fertilização in vitro, graças ao esperma de seu marido que foi retirado clandestinamente da cadeia israelense na qual está preso há 15 anos, afirmou sua família à AFP nesta terça-feira (13). 

Ahmad Shamali, de 37 anos, foi enviado para a prisão de Nafha (sul), em 2008, por tentativa de assassinato, indicou à AFP a administração penitenciária israelense. 

Sua esposa teve três filhos e uma filha no hospital Makased de Jerusalém Oriental, para onde foi enviada de urgência devido à sua complicada gravidez, antes de retornar, no domingo, para Shajaya, a oeste da cidade de Gaza, afirmou a mãe do preso, Najah Shamali. 

Após duas tentativas frustradas de fecundação in vitro, "meu filho, preso, teve a sorte de ter quadrigêmeos depois de enviar o esperma de maneira clandestina para fora da prisão", acrescentou ela sem dizer como o esperma foi transportado. 

A administração penitenciária israelense não quis comentar tais informações até o momento. 

Mãe de dois adolescentes concebidos quando seu marido estava livre, Um Ubeida Shamali, de 34 anos, deu à luz aos sete meses de gestação e os recém-nascidos passaram 45 dias no hospital, disse sua sogra à AFP, enquanto ninava duas das crianças. 

Segundo o Clube de Presos Palestinos, 122 crianças nasceram graças a espermas clandestinos que saem desde 2012 das prisões israelenses. 

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!