Insegurança

Navio ligado a Israel sofre ataque de drones no litoral da Índia

Horas depois, o Pentágono afirmou que projétil foi disparado do Irã

Por Agências
Publicado em 23 de dezembro de 2023 | 18:28
 
 
 

Nova Déli, Índia. Um drone atacou neste sábado (23) um navio comercial no Oceano Índico e causou danos materiais, indicaram duas agências marítimas. Horas depois, o Pentágono afirmou que o drone "unidirecional disparado do Irã" atingiu o navio-tanque químico em frente à costa da Índia

O ataque ocorreu por volta das 10h locais e não causou vítimas entre a tripulação do navio de propriedade japonesa, acrescentou do Departamento de Defesa dos Estados Unidos.

Ambrey, uma empresa de segurança marítima, disse que o navio, com bandeira da Libéria e carregado de produtos químicos, estava relacionado a interesses israelenses. O navio "fez escala na Arábia Saudita e seguia para a Índia", acrescentou Ambrey.

 

O ataque ocorreu 200 milhas náuticas ao sudoeste do porto indiano de Veraval, na costa indiana. Até agora ele não foi reivindicado por nenhum grupo, provocou um incêndio a bordo, rapidamente controlado, segundo a agência de segurança marítima do Exército britânico, UKMTO. 

Ataques no Mar Vermelho

Nas últimas semanas, diversos ataques de drones e mísseis contra embarcações foram registrados no Mar Vermelho, perpetrados pelos rebeldes huthis do Iêmen, apoiados pelo Irã. 

Os huthis afirmam que atuam em solidariedade aos palestinos de Gaza e insistem que seguirão com os ataques enquanto a entrada de alimentos e medicamentos não for suficiente no território, cercado por Israel após o início da guerra contra o movimento islamista Hamas em 7 de outubro. 

Acusações contra a Guarda Revolucionária Iraniana

Os Estados Unidos também acusaram o Irã de realizar ataques perto de suas águas territoriais. 

No mês passado, um cargueiro de propriedade israelense ficou danificado em um ataque com drones, supostamente realizado pela Guarda Revolucionária Iraniana no Oceano Índico, de acordo com uma autoridade americana. 

Uma fonte da Guarda Revolucionária alertou neste sábado que incidentes acontecerão em outras águas territoriais, caso Israel não interrompa os ataques contra o Hamas. 

Impacto sobre transporte de cargas

"Se estes crimes prosseguirem, Estados Unidos e seus aliados verão nascer novos poderes de resistência e o bloqueio de outras vias navegáveis", afirmou Mohammad Reza Naqdi, citado pela agência de notícias iraniana Tasnim. 

"Em breve, verão o bloqueio do mar Mediterrâneo, de Gibraltar e de outras vias navegáveis", disse. 

Os ataques nas rotas marítimas desde 7 de outubro levaram grandes empresas de transportes a redirecionar seus navios para o extremo sul da África. (AFP)

(*) Atualizado às 21h27, com informações do Pentágono sobre origem do disparo do drone

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!