urgência

OMS pede US$ 2,54 bilhões para emergências de saúde em 2023

As Nações Unidas estimam que 339 milhões de pessoas precisarão de algum tipo de ajuda emergencial este ano

Por Agências
Publicado em 23 de janeiro de 2023 | 14:50
 
 
 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reivindicou nesta segunda-feira (23) US$ 2,54 bilhões para ajudar milhões de pessoas que enfrentam emergências de saúde em todo o mundo em 2023. 

A agência de saúde da ONU afirmou que responde, atualmente, a um número sem precedentes de emergências de saúde, como a situação no Iêmen, Afeganistão, Síria e Etiópia, além das consequências da mudança climática, como as enormes inundações que devastaram o Paquistão no ano passado, ou a insegurança alimentar no Sahel e no Chifre da África. 

Todas essas emergências – acrescentou a OMS – são agravadas pela perturbação causada pela pandemia da covid-19 nos sistemas de saúde no mundo todo, assim como por epidemias mortais, como a do cólera e do sarampo.

As Nações Unidas estimam que 339 milhões de pessoas precisarão de algum tipo de ajuda emergencial este ano, um número recorde, quase 25% a mais do que em 2022.

"Estamos testemunhando uma convergência sem precedentes de crises, que exige uma resposta sem precedentes", disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

"O mundo não pode olhar para o outro lado e esperar que essas crises se resolvam sozinhas", enfatizou.

(AFP)
                
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!