POLÊMICA

Pai que forçou filho a correr por estar 'gordo' é julgado pela morte da criança

Menino morreu por abusos crônicos; vídeo que mostra garoto correndo excessivamente sob a vigilância do pai circula nas redes sociais

Por O TEMPO
Publicado em 02 de maio de 2024 | 21:33
 
 
 

Um homem de 31 anos é julgado pela morte do próprio filho nos Estados Unidos. Christopher Gregor teria obrigado a criança de 6 anos a correr excessivamente na esteira alegando que o garoto estava 'gordo demais'. 

O crime foi em 2021, em Jova Jersey, mas o julgamento começou na última terça-feira (30). Com o desdobramento do caso, novas imagens  foram divulgadas e mostram o garoto correndo em alta velocidade na esteira, sob a vigilância do pai. 

Em alguns momentos, é possível ver que o garoto cai diversas vezes do aparelho por não conseguir acompanhar o ritmo, mas é colocado novamente pelo pai na esteira. A Court TV, que teve acesso às imagens de circuito interno, afirma que pai e filho estiveram na academia Atlantic Heights Clubhouse no dia 20 de março de 2021. O garoto morreu no dia 02 de abril do mesmo ano.

Ainda segundo a imprensa norte-americana, o menino chegou ao hospital com náuseas, falta de ar e não conseguia se comunicar direito. O laudo médico apontou que a criança sofreu abusos crônicos, lesões no peito e no abdomên, laceração no coração e contusão no pulmão no fígado. O caso é tratado como homicídio.

As novas imagens geram repercussão nas redes sociais e têm causado revolta nos norte-americanos.

Veja vídeo:

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!