Socialite

Paris Hilton congela 20 embriões de meninos, mas diz que agora quer uma menina

Após se tornar mãe de um garotinho, por meio de barriga de aluguel, socialite planeja dar uma irmã ao primogênito

Por Agências
Publicado em 26 de fevereiro de 2023 | 20:44
 
 
 

Um mês depois de anunciar que tinha se tornado mãe de um menino, graças a uma barriga de aluguel, Paris Hilton, 42, já está planejando o segundo herdeiro. Ou melhor, uma herdeira. Só que existe um probleminha a ser resolvido. A socialite revelou que congelou 20 embriões do sexo masculino em fertilização in vitro e nenhum do sexo feminino. As informações foram reveladas pela empresária em entrevista publicada na revista Peopele neste domingo (26).

Paris contou que ela e o marido Carter Reum decidiram guardar os embriões durante a pandemia de Covid-19. "Carter e eu já estávamos conversando sobre o futuro e então o mundo foi fechado, eu pensei: 'O que você acha de fazermos embriões?', contou. 'E ele disse: Sim, vamos fazer isso'. E já fizemos isso sete vezes.... Eu tenho todos os meninos. Eu tenho 20 meninos".

Mas, como agora ela pretende dar uma irmãzinha  ao recém-nascido Phoenix, o casal vai continuar tentando "acertar". "Acabei de passar pelo processo novamente há um mês. Estou esperando os resultados para ver se há alguma garota. Caso contrário, vamos continuar tentando", comentou a socialite que não negou que pretende recorrer ao mesmo procedimento para gerar a filha: uma barriga de aluguel. "Parto e morte são as duas coisas que me assustam mais que qualquer coisa no mundo", finalizou.

Caso de abuso na adolescência

Recentemente, ela contou sobre o dia em que teria sido drogada e estuprada por um homem mais velho quando ela tinha apenas 15 anos. Segundo ela, aquela foi sua primeira experiência sexual. A afirmação foi feita à Glamour e repercutida por outros portais como o Page Six.

Paris ainda morava com a avó quando conheceu alguns homens num shopping. Depois de algumas conversas, disse que eles convidaram ela e algumas amigas para uma festinha particular. E teria sido nesse dia que um deles teria oferecido uma bebida batizada para Paris. "Quando tomei talvez um ou dois goles, imediatamente comecei a me sentir tonta. Não sei o que ele colocou lá, mas suponho que foi um Boa noite, Cinderela", comentou.

(Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!