Onda de calor

Pequim registra temperatura recorde de 39°C após meses de condições extremas

Em janeiro, região do país na fronteira com a Rússia registrou -53°C

Por Agências
Publicado em 16 de junho de 2023 | 08:05
 
 
 

A capital da China registrou nesta sexta-feira (16/06) a temperatura de 39,4ºC, um recorde para meados de junho, informou o serviço meteorológico nacional, no momento em que parte do país enfrenta uma onda de calor.

"Por volta das 14h30 (3h30 de Brasília), a temperatura no observatório dos subúrbios do sul de Pequim atingiu 39,4°C, um recorde para meados de junho", anunciou o serviço meteorológico em sua conta oficial na rede social Weibo.

As ondas de calor no verão (hemisfério norte) são comuns na China, em particular nas regiões áridas do oeste e sul do país. Mas a China registrou condições meteorológicas extremas nos últimos meses, agravadas pelas mudanças climáticas, segundo os cientistas. Em janeiro, o recorde de frio foi registrado em Mohe, na fronteira com a Rússia (-53°C). 

No ano passado, a China teve o mês de agosto mais quente desde o início dos registros em 1961, após semanas de uma onda de calor sem precedentes.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!