CAUSA REVELADA

Piloto que provocou cinco mortes havia consumido cocaína e maconha antes do voo

Relatório inédito sobre acidente que aconteceu no Novo México, em 2021, traz detalhes que antecederam o acidente

Por O Tempo
Publicado em 21 de agosto de 2023 | 16:40
 
 
 
normal

Recente relatório sobre o piloto de um balão de ar quente no Novo México, em 2021, afirma que ele havia consumido cocaína e maconha antes do voo. O acidente levou à morte dele e de outros quatro tripulantes.

Ao cair, o balão atingiu linhas de energia fazendo com que as 5 pessoas a borda caíssem 30 metros - essa altura é equivalente a um prédio de 10 andares - e morressem em decorrência da queda. Uma das vítimas era o próprio piloto. 

De acordo com o National Transportation Safety Board (NTSB), o piloto de 62 anos não manteve uma distância suficiente das linhas de energia elétrica.  A instituição, no relatório entregue, disse que não houve falha mecânica ou falhas de qualquer tipo. À época, 13 mil moradores da região ficaram sem energia elétrica. 

O triste acidente levou à morte Meleski, Susan Montoya, de 65 anos, o seu marido, John Montoya, de 61, Martin Martinez, de 59, e a sua esposa, Mary, de 62. A família do piloto pediu privacidade após a divulgação do relatório e analisará o documento. (Com informações de “Page Not Found”)

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!