Doze feridos

Pizza flambada provoca incêndio em Madri que deixa dois mortos

A comida poderia ter incendiado a decoração do local, feita com algumas flores de plástico

Por Agências
Publicado em 22 de abril de 2023 | 18:18
 
 
 
normal

Uma pizza flambada provocou um incêndio na noite de sexta-feira (21) em um restaurante de Madri, que deixou dois mortos e doze feridos, seis deles em estado grave, informaram as autoridades neste sábado (22). Duas das pessoas atendidas pelos serviços de emergência Samur em Madri "morreram", disse Montse Marcos, supervisora dessa instituição. 

Além disso, doze pessoas ficaram feridas pelas chamas e pela grande quantidade de fumaça provocada pelo incêndio que se alastrou muito rapidamente pelo restaurante italiano numa zona a oeste da capital espanhola, disse o prefeito de Madri, José Luis Martínez Almeida. 

Seis pessoas continuam internadas devido à gravidade dos ferimentos, uma delas "em situação mais crítica" e as outras "em situação estável", disse o prefeito aos jornalistas no local do incêndio.

As primeiras hipóteses apontam para que o incêndio se deva "a uma pizza flambada, que poderia ter incendiado a decoração do local", algumas flores de plástico que enfeitavam o teto e as colunas do restaurante, disse Martínez Almeida. 

"Um dos empregados ia dar o toque final a um prato com um maçarico para flambá-lo, tinha o prato em chamas em uma das mãos e o maçarico na outra, passou perto de uma coluna com plantas e em questão de segundos queimou tudo", disse uma cliente, Ruth, ao jornal espanhol El País. 

Os dois mortos pelo acidente ocorrido no restaurante, naquele momento ocupado por cerca de trinta pessoas, entre clientes e funcionários, são um trabalhador local e uma cliente, segundo o prefeito.

“Houve muita sorte devido à proximidade do quartel dos bombeiros”, situado a apenas algumas centenas de metros do restaurante, o que permitiu "que o incêndio fosse apagado em menos de dez minutos a partir do primeiro aviso", continuou. 

"As pessoas correram" para o quartel para relatar o incêndio, disse Carlos Marín, chefe do corpo de bombeiros de Madri. "Se (os bombeiros) tivessem demorado mais quatro ou cinco minutos, o número de mortos teria sido maior, pelas condições do incêndio e da fumaça", acrescentou Martínez Almeida. 

A Polícia Nacional abriu uma investigação para apurar os fatos.

(AFP)
 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!