Se vira nos 30!

Repórter usa camisinha para cobrir microfone por causa de furacão nos EUA

'É o melhor jeito de protegê-lo do vento e da chuva', declarou a jornalista; veja repercussão

Por O Tempo
Publicado em 29 de setembro de 2022 | 21:56
 
 
 

É sempre bom saber se virar com o que se tem. Foi isso que a jornalista Kyla Galer fez ao utilizar uma camisinha para cobrir um microfone enquanto fazia a cobertura da passagem do furacão Ian na Flórida. 

A ação inesperada da repórter, está repercutindo nas redes sociais. E ela explicou que objeto utilizado para proteção em relações sexuais é a melhor forma também para proteger o equipamento do vento e das chuvas. 

No Facebook, Kyla declarou: "Muita gente está perguntando, então sim, tem uma camisinha no meu microfone. É o melhor jeito de protegê-lo do vento e da chuva". 

Os comentários foram os mais diversos. Uma internauta disse que "agora você (a jornalista) é minha favorita". E, claro, também tiveram aqueles comentários brincalhões, como "é sempre bom usar proteção" e "pobre microfone, não poderá ter filhos". 

Teve até um relato de um colega de trabalho que aprovou a iniciativa e explicou o porquê da eficiência. "Eu trabalhei como câmera por 40 anos. É um jeito muito comum de proteger microfones em condições meteorológicas extremas. Uma camisinha, quando esticada sobre o microfone, é fina o suficiente para deixar o som passar com pouca distorção (ao contrário de algo como uma sacola plástica), enquanto ainda o protege". (Com informações do UOL)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!