Não é tão inteligente assim..

Robô fica em penúltimo lugar em provas de faculdade de Direito; entenda

Atualmente, ChatGPT é considerado o modelo mais avançado de inteligência artificial do mundo e professores da Faculdade de Direito da Universidade de Minnesota então decidiram testar suas habilidades

Por O TEMPO
Publicado em 26 de janeiro de 2023 | 13:44
 
 
 

O ChatGPT, uma inteligência artificial criada pela empresa californiana OpenAI, ficou em penúltimo lugar nas provas de uma faculdade de Direito dos Estados Unidos. O robô foi aprovado no exame após ter escrito uma série de teses sobre temas como direito constitucional ou tributação.

Atualmente, ChatGPT é considerado o modelo mais avançado de inteligência artificial do mundo e professores da Faculdade de Direito da Universidade de Minnesota então decidiram testar suas habilidades.

Jonathan Choi, professor da Universidade de Minnesota, apresentou ao ChatGPT o mesmo teste aplicado para os alunos na obtenção do diploma da instituição. O exame é composto por 95 questões de múltipla escolha e 12 questões dissertativas, correspondentes a quatro disciplinas.

O robô acabou com uma 'nota baixa, mas aprovado' em Direito Constitucional, Benefícios a Empregados, Tributação e Responsabilidade Civil. 

“Durante a redação de seus ensaios, o ChatGPT demonstrou que dominava as regras legais básicas e que sua organização e composição eram sólidas. [No entanto] ele frequentemente tinha dificuldades para identificar problemas quando lhe faziam uma pergunta aberta, o que é um requisito essencial nos exames da Faculdade de Direito” revelou Choi.

Na média geral, o robô obteve o desempenho C +. Contudo, o resultado deixou o ChatGPT em penúltimo lugar na maioria das disciplinas, apontam os universitários.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!