ALUNO DO FUTURO

Robôs vão para escolas no Japão substituir alunos que querem estudar de casa

Conforme as autoridades de Kumamoto, o objetivo do projeto é reduzir a evasão escolar no país, após o aumento de faltas escolares

Por O TEMPO
Publicado em 14 de setembro de 2023 | 09:50
 
 
 

A cidade japonesa de Kumamoto anunciou que pretende usar robôs para simular a presença dos alunos nas salas de aula. A ideia inicial é que por meio dessas máquinas, as crianças acompanhem as aulas de casa e consigam se comunicar com os colegas e professores, e participar dos debates realizados em sala.

Conforme as autoridades municipais, o objetivo do projeto é reduzir a evasão escolar no país, após o aumento de faltas escolares devido a pandemia da covid-19 e por motivos relacionados a dificuldades de integração em grupo, ou bullying. Desta forma, o governo espera que os estudantes que utilizarem o serviço se sintam mais integrados e menos ansiosos devido ao isolamento.

Segundo o jornal Mainichi Shimbun, os robôs terão um metro de altura e serão equipados com microfones e câmeras. Além da presença em sala de aula, as máquinas também poderão circular livremente pela escola e até participar de eventos acadêmicos.

O projeto custará cerca de 1,55 milhão de ienes, o equivalente a pouco mais de R$ 52 mil. Os resultados serão avaliados até março de 2024.

*Com AFP>

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!