Inovação

Smartphone do Google usará IA no próprio dispositivo, de forma independente

Com um chip poderoso, o Pixel 8 Pro do Google irá executar funções de IA no próprio dispositivo, em vez de depender de transferências de data centers na nuvem

Por Agências
Publicado em 04 de outubro de 2023 | 21:04
 
 
 

O Google anunciou nesta quarta-feira que seu novo smartphone Pixel contará com modelos potentes de inteligência artificial (IA) generativa, que funcionarão de forma independente no dispositivo, a fim de competir com o último iPhone.

O anúncio encerra a temporada de lançamentos de grandes dispositivos tecnológicos de outono, em que a Apple apresentou a série iPhone 15 e a Meta revelou oficialmente seu novo headset de realidade virtual. 

Com um chip poderoso, o Pixel 8 Pro do Google irá executar funções de IA no próprio dispositivo, em vez de depender de transferências de data centers na nuvem, que requerem grande largura de banda.

No lançamento, em Nova York, o vice-presidente de Dispositivos e Serviços do Google, Rick Osterloh, explicou que os departamentos de inteligência artificial da empresa descobriram como “refinar” os modelos de IA “em uma versão eficaz o suficiente para ser executada” em seu carro-chefe, o Pixel. Essa funcionalidade irá aperfeiçoar as ferramentas que usam IA existentes nos telefones Pixel, como a que permite eliminar imperfeições e elementos indesejados em fotografias.

Os telefones Pixel também começarão a testar um assistente digital com IA que deve trazer para os aparelhos muitos dos recursos do Bard, chatbot do Google semelhante ao ChatGPT.

Segundo a empresa, com o tempo, o assistente de IA irá oferecer ajuda em tempo real, sugerindo o melhor caminho em um trajeto, filtrando e-mails e planejando uma festa de aniversário, por exemplo.

O Assistant with Bard funciona por meio da fala, de indicações na tela ou do uso de imagens, de forma semelhante ao comportamento dos chatbots mais potentes.

A temporada de lançamentos de hardware das grandes empresas de tecnologia foi marcada por promessas de melhoras da IA, como a da Amazon, que anunciou uma atualização de sua assistente de voz, Alexa, para que ela funcione de forma mais humana "e inteligente".

O Google ressaltou que muitas dessas evoluções da IA estão em fase inicial e serão aprimoradas gradualmente. A empresa surpreendeu com a notícia de que o Pixel 8 Pro virá equipado com um leitor de temperatura corporal, com aprovação pendente dos reguladores americanos. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!