Israel

Três soldados israelenses e um policial egípcio morrem na fronteira

Um quarto militar ficou levemente ferido na troca de tiros, que começou com a invasão do membro das forças de segurança israelense

Por Agências
Publicado em 03 de junho de 2023 | 09:21
 
 
 

Três soldados israelenses e um membro das forças de segurança do Egito morreram neste sábado (3) durante um tiroteio incomum na fronteira entre os países, anunciaram fontes oficiais.

O exército de Israel afirmou que um "agressor" egípcio atou dois soldados durante a manhã "quando estavam de guarda na fronteira entre Israel e Egito".

O ataque desencadeou uma perseguição que resultou na morte de um terceiro soldado israelense.

O exército identificou o agressor como um licial egípcio e afirmou que ele foi morto pelos soldados depois de "entrar em território israelense".

Um quarto militar ficou levemente ferido e foi levado para o hospital.

O porta-voz do exército egípcio confirmou que "um membro das forças de segurança (...) estava perseguindo contrabandistas" e que durante a ação "atravessou a cerca de segurança (fronteira)".

A fronteira entre Israel e Egito é cenário frequente de tentativas de contrabando de drogas, que provocaram tiroteios nos últimos anos entre os traficantes e soldados israelenses posicionados ao longo da fronteira.

Em um primeiro momento, o exército se recusou a confirmar as duas primeiras mortes anunciadas pela imprensa israelense. 

Os dois soldados, um homem e uma mulher, "foram mortos a tiros perto da fronteira", confirmou após alguns minutos um comunicado militar.

O exército identificou a mulher que morreu no ataque como Lia Ben Nun, de 19 anos. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!