Polêmica

Twitter suspende perfil de mais um jornalista após matérias contra Elon Musk

Taylor Lorenz, repórter do The Washington Post, estava trabalhando em um artigo com informações da vida pessoal do dono da plataforma

Por Agência
Publicado em 18 de dezembro de 2022 | 17:49
 
 
 

Elon Musk suspendeu neste domingo (18) a conta no Twitter de outro jornalista, a mais recente de uma série de suspensões depois que o bilionário dono da rede social reclamou que estavam sendo divulgadas informações pessoais que colocavam sua família em risco.

"Elon Musk suspendeu minha conta no Twitter", afirmou Taylor Lorenz, repórter do The Washington Post, em sua página na plataforma Substack.

Lorenz, que cobre tecnologia, disse que a medida ocorreu depois que ela e um colega "tentaram contatá-lo várias vezes" para comentar um artigo no qual estavam trabalhando.

"Quando fui fazer o login e ver se ele havia respondido à nossa consulta, estava suspensa. Não recebi nenhuma comunicação da empresa sobre o motivo da suspensão ou quais termos violei", escreveu.

A editora executiva do Post, Sally Buzbee, protestou. "A suspensão arbitrária de outra jornalista do Post mina ainda mais a afirmação de Elon Musk de que ele pretende administrar o Twitter como uma plataforma dedicada à liberdade de expressão", disse, observando que a suspensão "ocorreu sem aviso, processo ou explicação".

Quando questionado por um usuário do Twitter sobre o que aconteceu com Lorenz, Musk respondeu publicamente com um tuíte: "Suspensão temporária devido à divulgação prévia de dados pessoais por esta conta. Será levantada em breve."

Musk havia suspendido na sexta-feira as contas de jornalistas de vários veículos, incluindo The Washington Post, The New York Times e CNN, a quem acusou de colocar sua família em perigo.

A polêmica começou na quarta-feira, quando Musk, também chefe da Tesla e da SpaceX, anunciou a suspensão de @elonjet, conta que informava automaticamente os trajetos do jato particular do magnata.

A suspensão então seguiu para jornalistas que tuitaram sobre essa decisão. Algumas das contas suspensas foram reativadas no sábado, embora os jornalistas tenham dito que teriam que remover certas postagens se quisessem fazer pleno uso da plataforma.

As suspensões de Musk atraíram fortes críticas da ONU, da União Europeia e de organizações de mídia.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!