igreja católica

Vaticano atualiza estado de saúde do papa Francisco após quadro gripal

Pontífice argentino, de 86 anos, pretende viajar na sexta-feira para Dubai, onde acontecerá a reunião anual do clima, a COP28

Por Agência
Publicado em 27 de novembro de 2023 | 08:25
 
 
 

O estado de saúde do papa Francisco, que apresentou um quadro gripal no fim de semana, é "bom e estável", anunciou nesta segunda-feira o Vaticano, que confirmou o encontro do pontífice que está agendado com o presidente do Paraguai. "O estado de saúde do papa é bom e estável, não tem febre e sua condição respiratória melhorou claramente", afirmou o porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni, em um comunicado.

"A radiografia descartou uma pneumonia, mas mostrou uma inflamação pulmonar que estava provocando dificuldades respiratórias. Para aumentar a eficácia da terapia, o tratamento com antibióticos está sendo administrado por via intravenosa", acrescenta a nota.

O papa argentino, de 86 anos, pretende viajar na sexta-feira (1º/12)  para Dubai, onde acontecerá a reunião anual do clima, a COP28. O "leve estado gripal" do pontífice o obrigou a cancelar as audiências previstas para a manhã de sábado.

No domingo, ele pronunciou a bênção do Angelus de sua residência, e não da janela do palácio apostólico diante da Praça de São Pedro do Vaticano. O papa deve receber nesta segunda-feira (27/11) o presidente do Paraguai, Santiago Peña.

Francisco transformou a defesa do meio ambiente em uma das causas de seu papado e deve discursar na COP28 de Dubai em 2 de dezembro. O papa deve apresentar um apelo aos países para que reduzam drasticamente as emissões de gases do efeito estufa.

Antes da viagem, "vários compromissos importantes previstos para os próximos dias foram adiados (...) para facilitar a convalescença do papa", enquanto "outros, de caráter institucional ou mais suportáveis em seu atual estado de saúde, foram mantidos", explicou Matteo Bruni.

O estado de saúde de Francisco piorou nos últimos meses, o que o obriga a utilizar uma cadeira de rodas em seus deslocamentos, ao mesmo tempo que prosseguem as especulações sobre uma renúncia ao cargo, como fez o seu antecessor Bento XVI.

O líder da Igreja Católica foi submetido a uma cirurgia no intestino em 2021 e foi hospitalizado em duas ocasiões este ano, uma delas para outra operação. (AFP) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!