Saúde

YouTuber doa material genético que pode ter gerado mais de 500 crianças

Doação de esperma excessiva é proibida na Holanda em função da saúde mental das crianças geradas a partir da inseminação artificial

Por O TEMPO
Publicado em 28 de março de 2023 | 14:43
 
 
 
normal

Um youtuber holandês está sendo processado por ter doado sêmen muito mais vezes do que o país permite. Com isso, ele pode ter contribuído para gerar, pelo menos, 550 crianças. Jonathan Jacob Meijer, de 41 anos, foi convocado para comparecer a uma audiência em abril.

Na Holanda, é permitido que um homem possa doar o sêmen por, no máximo, 25 vezes. Em 2017, a Sociedade Holandesa de Obstetrícia e Ginecologia identificou que Meijer já havia doado esperma para mais de 10 clínicas diferentes, e o material genético tenha sido utilizado em mais de 100 fertilizações bem sucedidas.

Ao entrar no radar das autoridades sanitárias, Meijer passou, então, a fazer doações do próprio esperma a outros países, como Dinamarca e Ucrânia, por meio de sites e de redes sociais. As informações são do Daily Mail.

Atualmente, há um processo na Justiça contra ele para que seja proibido de doar ou vender esperma. Esse pedido já havia sido feito anteriormente, mas Meijer não deu ouvidos às pessoas envolvidas.

A doação excessiva de esperma é proibida na Holanda em função da saúde mental das crianças geradas a partir da inseminação artificial. Isso porque elas podem se sentir angustiadas ao saber que têm centenas de meio-irmãos espalhados pelo mundo.

Meijer se apresenta como músico e tem um canal no YouTube com quase 5.000 inscritos. Na descrição do canal, lê-se: "cripto, investimento em dividendos, metais preciosos". No canal, também há gravações de músicas dele.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!