Política em Análise

Salários revelam prioridades

Motorista no Senado ganha o dobro do piso nacional dos professores

Por Ricardo Corrêa
Publicado em 15 de janeiro de 2020 | 03:00
 
 
 

Educação, definitivamente, não é uma prioridade do Brasil, embora em época de campanha políticos tendam a colocar o assunto como carro-chefe de suas campanhas.

Um dado exemplifica muito bem o que estou dizendo. Uma consulta rápida ao portal do Senado pode indicar que um motorista da Casa costuma ganhar quase o dobro do valor do piso salarial nacional do magistério no ensino básico, hoje abaixo dos R$ 3.000. É isso mesmo! O motorista que leva um senador ou servidor para uma agenda ganha bem mais do que um professor que cuida de dezenas de crianças e é o responsável por ajudar um estudante em seus primeiros passos na longa trajetória em busca de conhecimento.

E é bom realçar que muitos Estados, inclusive Minas Gerais, e os municípios, não pagam o piso nacional do magistério, apesar de uma legislação federal determinar que o façam.

Mas pode piorar. Se você achou um exagero o salário dos motoristas do Senado, o concurso em gestação na Casa traz cargos com salários ainda maiores. Funções com nível técnico trarão remuneração inicial de R$ 17 mil e, no nível superior, a carreira já começa com valores acima de 19 mil, crescendo ao longo dos anos e chegando ao teto do funcionalismo, de mais de R$ 30 mil, após uma longa jornada.

Dito isso, é evidente que o país precisa de uma reforma administrativa que coloque as coisas em seus devidos lugares. Claro, mas isso não deve significar achatamento de salários nas áreas mais sensíveis nem mesmo a ampliação de um abismo entre Brasília e o resto do Brasil. O que se precisa é efetivamente combater privilégios. Algo que foi prometido na reforma da Previdência mas que não se deu de forma efetiva, já que algumas carreiras, como a dos militares, fizeram um sacrifício bem menor do que a maior parte da população brasileira.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!