Recado

Arena MRV: 'PBH não entra em briga política do Atlético', diz Alexandre Kalil

Declaração é resposta para vice-presidente do Conselho Deliberativo do Galo, Rafael Menin, que afirmou estar preocupado com trâmites burocráticos da obra na administração municipal

Por Da redação
Publicado em 19 de julho de 2020 | 08:50
 
 
 

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), disse em uma rede social que “a PBH não entra em briga política do Atlético”.

A declaração foi feita após o presidente da MRV Engenharia e vice-presidente do Conselho Deliberativo do Galo, Rafael Menin, dizer à rádio Itatiaia que está preocupado com a dificuldade para conseguir o alvará da Arena MRV junto à Prefeitura de Belo Horizonte (PBH).

Segundo Menin, as obras atualmente previstas para terminar entre agosto e outubro de 2022 podem atrasar seis meses se o alvará não for obtido nos próximos 60 dias. De acordo com ele, a PBH apresenta uma demanda adicional “a cada dia”, o que estaria dificultando o trâmite.

“A PBH não entra em briga política do Atlético. Documentos são documentos, mesmo se a arena for do Atlético, do Cruzeiro ou do América, e estão todos à disposição. Não coloquem o Prefeito, eleito para cuidar da cidade inteira, nessa briga”, escreveu Kalil como resposta em uma rede social.

“Esse garoto nunca foi tratar de arena comigo”, completou.

Segundo Menin, sem o alvará no prazo mencionado, as obras terão que ser interrompidas e só seriam retomadas após o período de chuvas, em março do ano que vem.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!