Da redação
@otempo
24/01/21
07h00

Na bronca

Lisca faz o alerta: 'O América precisa de muito mais'

Técnico diz que precisa de reforços para a disputa da Série A, principalmente no ataque

Lisca — Foto: João Zebral / AFC
Da redação | @otempo
24/01/21 - 07h00

O empate do América com o Confiança, neste sábado, em Aracaju, por 0 a 0, complicou as chances de título do Brasileiro da Série B. O Coelho, que empatou a quarta partida consecutiva, tem os mesmos 70 pontos da Chapecoense, líder da competição, mas um jogo a mais. O time catarinense enfrenta o Operário, segunda-feira, em Ponta Grossa. Para o técnico Lisca, o futebol apresentado pelo time em Sergipe foi o mesmo dos últimos empates. Lisca lamentou a falta de poder ofensivo do time.

“Foi uma sequência dos últimos três jogos. Os últimos quatro jogos, na hora da decisão e da conquista do título da Série B, nós deixamos a desejar em todos os aspectos, mas principalmente na parte ofensiva. O time não perdeu nenhum dos quatro jogos, mas acossou muito pouco os goleiros adversários e não teve aquele temperamento decisivo. Fez uma grande competição, eu queria parabenizar os jogadores, o clube e todos os torcedores do América pelo acesso com várias rodadas de antecedência, mas ficou claro que pra sermos protagonistas das competições, como foi no Mineiro e na Copa do Brasil, faltou muita coisa e vamos discutir isso internamente porque sempre refugamos na hora das decisões", comenta. 

O comandante americano valorizou o elenco pela conquista da vaga para a Série A, mas fez um alerta e pediu reforços para que o América tenha um bom desempenho na elite nacional.

“Nos últimos quatro jogos, a gente fez só um gol, num pênalti maroto que o goleiro do Botafogo-SP quase pega. Então, a gente deixou muito a desejar na hora H. É ruim por um lado, mas é bem positivo porque mostra claramente as dificuldades que tivemos na competição e a qualidade que a comissão técnica pra superar todas as dificuldades, principalmente as ofensivas. Não tivemos protagonismo no ataque, tanto que, entre nossos artilheiros, não temos jogadores decisivos. O Ademir tem sete ou oito gols e o Rodolfo tem cinco. Isso já foi diagnosticado no Campeonato Mineiro. Fica uma avaliação bem clara do que a equipe precisa e da reformulação necessária para disputar a Série A. O América carece de muito mais", pontua. 

O Coelho encerra sua participação na Série B sexta-feira, às 21h30, contra o Avaí, no Independência.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000