Da Redação
@SuperFCoficial
21/11/19
18h38

Galo

Atlético considera punição do STJD injusta e vai recorrer

Alvinegro alega que autor da injúria racial foi identificado e encaminhado à polícia, além de ser responsabilidade do Cruzeiro garantir a segurança no estádio

Julgamento ocorreu nesta quinta-feira, no STJD, no Rio — Foto: Divulgaçao/STJD
Da Redação | @SuperFCoficial
21/11/19 - 18h38

O Atlético informou no início da noite desta quinta-feira que vai recorrer da punição de perda de um mando de campo e mais R$ 130 mil de multa, pelas confusões e a injúria racial ocorridas no clássico contra o Atlético, no último 10 de novembro, no Mineirão. 

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) entendeu que o Galo foi um dos responsáveis pelo que ocorreu na arquibancada, bem como pela injúria racial proferida pelo torcedor Adrierre Siqueira contra o segurança Fábio Coutinho. Do valor total da multa, R$ 30 mil foram por causa da ofensa.

"O Atlético entende que a punição pela injúria foi injusta, pois os autores foram identificados, encaminhados à polícia, bem como excluídos do quadro de sócios do clube. Em relação aos tumultos, entendemos que cabe ao clube mandante providenciar as condições de segurança no estádio, além de  imagens e autoridades policiais terem reconhecido que o início do tumulto ocorreu após um torcedor do adversário ter arremessado um objeto (garrafa ou balde) em direção à torcida do Galo. Sem contar que o clube mandante não apresentou número suficiente de seguranças para o grau de exigência do espetáculo", diz o comunicado atleticano.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000