Frederico Jota
15/05/19
18h13

Exclusivo

Dirigente revela detalhes do contrato entre Galo e LeCoq Sportif

Torcedor pode esperar novidades na nova camisa do Galo, diz Lucas Couto

Lucas Couto revela detalhes da camisa do Galo
Lucas Couto revela detalhes da camisa do Galo — Foto: Alexandre Mota
Camisa nova do Galo será produzida pela LeCoq
Camisa nova do Galo será produzida pela LeCoq — Foto: Alexandre Mota
Camisa nova do Galo será produzida pela LeCoq
Camisa nova do Galo será produzida pela LeCoq — Foto: Alexandre Mota
Frederico Jota
15/05/19 - 18h13

O Atlético vai lançar nesta quinta-feira, em um evento no Sua Sala Eventos, no Shopping Ponteio, a esperada coleção 2019, assinada pela marca francesa LeCoq Sportif. E o torcedor pode esperar novidades. É o que garante o diretor de operações do Galo, Lucas Couto, que antecipou ao SUPERFC, de forma exclusiva, alguns detalhes do contrato do clube com a LeCoq, marca que tem um galo como símbolo. O Atlético estreia o material no jogo de sábado, contra o Flamengo, no Independência.

Segundo o dirigente, o grande diferencial é o fato de o Atlético ter participação na venda da coleção LeCoq em Minas Gerais. “Isso é muito importante. É uma grife, mundialmente conhecida, feita no berço da moda, que é Paris”, disse. A LeCoq, inclusive, colocará as camisas do Atlético à venda em seu site – em um outro momento, a ideia, de acordo com Couto, é ter até a venda física em lojas da marca francesa. Lucas citou também a relevante contribuição que a LeCoq já deu por meio das redes sociais.

Confira os principais detalhes da conversa com o dirigente atleticano e saiba mais detalhes da nova camisa alvinegra:

Um contrato diferenciado e a negociação

De acordo com Lucas Couto, o Atlético inova e vai oferecer também ao torcedor várias roupas casuais que terão o símbolo da LeCoq, que é um galo. “Era um sonho, inclusive de antigos dirigentes do Atlético. Em novembro, começamos a correr atrás, fiz contato com o presidente da empresa e conseguimos convencê-lo a trazer para o Brasil a LeCoq. É uma grife que concorre, na Europa, com outras marcas importantes, como a Lacoste”, contou Couto.

Peças como camisas polo e tênis estarão disponíveis nas Lojas do Galo e o torcedor pode adquirir peças casuais. “O Atlético ganha muito com isso. Dentro do estado de Minas Gerais, o clube vai ter uma porcentagem em todas as peças que a LeCoq vender. Além do patrocínio do material esportivo, temos essa participação. É um modelo muito interessante”, comentou o dirigente.

Prazo de contrato

No Brasil, o Atlético terá um ano de contrato de exclusividade e, no total, serão dois anos.

Quem vai produzir a camisa? E onde? 

“Temos uma parceria com a Tecnotêxtil, que produz o material de duas outras grandes marcas multinacionais, que vestem o Flamengo (Adidas) e o Corinthians (Nike). Ela vai fazer uma parte do material esportivo, mas com tudo auditado e revisado pela LeCoq”, disse Lucas Couto. Em relação à linha casual, alguns tênis são produzidos no Marrocos e na França, assim como peças como moletom.

Quais serão as novidades da camisa?

“A camisa, que ficou muito bonita, é rica em detalhes e conta um pouco da história do clube nos últimos tempos. O material é inovador. É francês, berço da moda”, elogiou Couto, que confirmou que terão camisas de goleiro já na pré-venda, a partir de sexta-feira, e com manga comprida, como Victor usa. Esse fato não aconteceu em alguns anos, quando eram comercializadas apenas camisas de manga curta. “Já antecipo que vai ter uma camisa muito bonita do Victor. Serão três de goleiro e uma vai fazer o torcedor encher os olhos d’água”, disse.

Quantas camisas serão lançadas nesta quinta?

Ao contrário dos últimos anos, o Atlético vai lançar nesta quinta três camisas diferentes. Lucas Couto não quis confirmar se o terceiro modelo será todo preto, como nos últimos anos. “Gostamos de inovação, mas eu não deixo de ser mineiro”, disse. O torcedor, portanto, pode esperar um modelo com uma pitada de tradicional, de acordo com o dirigente. 

Serão vendidas camisas lisas, sem patrocínios?

“A camisa lisa não temos condições de fazer, mas podemos pensar ainda para esse ano uma quarta camisa, diferente, algo para o torcedor. É uma conversa que já temos com a LeCoq e que pode, talvez, ser sem patrocínio. Lembro que existem contratos de patrocínio que barram a venda sem os anunciantes e todos sabem como é a situação financeira do clube”, comentou Lucas, que lembrou também o fato de que os torcedores gostam de ter a camisa que “ele vê na televisão”, repleta de anunciantes.

Qual será o preço?

A diferença para o preço atual é bem pequena, cerca de 5% do que era praticado com a Topper, segundo Lucas Couto. O modelo masculino vai custar R$ 259,99 e a camisa feminina, R$ 229,99. A venda a partir de sexta-feira na Loja do Galo. 

O clube terá uma camisa de treino diferente?

“Teremos uma de treino bem diferente. Vai ser bem interessante e com material inovador”, disse Lucas Couto. Segundo ele, o material que será usado de concentração, nas viagens e no aquecimento serão peças que o torcedor vai querer usar no dia a dia porque são muito bonitas.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000