Josias Pereira
@josiaspereira
09/05/21
19h27

Insatisfeito

Cruzeiro: Conceição lamenta eliminação, mas dispara contra arbitragem no Horto

'Os jogos decisivos não podem ter tanta interferência da arbitragem', declarou o treinador após a derrota, questionando os pênaltis marcados

Felipe Conceição não gostou da condução do jogo por parte do juiz Felipe Fernandes de Lima — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
09/05/21 - 19h27

O técnico Felipe Conceição não gostou nada da arbitragem de Felipe Fernandes de Lima, responsável pela condução do jogo da volta entre América e Cruzeiro, no Independência, pela semifinal do Campeonato Mineiro. Foram dois pênaltis marcados e confirmados com o auxílio do VAR para o Coelho. No primeiro, um empurrão de Bruno José em Eduardo Bauermann, questionado por Conceição. Antes, o escanteio que originou a marcação, teve ainda a dúvida de um desvio ou não por parte da defesa celeste. 

Já no segundo pênalti, Felipe Conceição afirmou que a bola bateu no sovaco de Ramon e também questionou o árbitro se isso seria pênalti. Para completar, o comandante estrelado declarou que antes do gol de Ramon, o meia Claudinho sofreu uma falta. 

"A gente vem trabalhando forte, vem criando as oportunidades, que é uma situação mais difícil até, porque você construir tantas chances contra um América, uma equipe coesa, demonstra que a gente está com uma boa força ofensiva. (Sobre) O jogo de hoje, um jogo decisivo, um jogo em detalhes, um jogo que fica tenso porque você precisa fazer dois gols, e logo de cara, no primeiro tempo, tem um pênalti que não sei nem se vale a pena mais reclamar de arbitragem, viu", declarou Conceição.

"Eu sou um cara que nunca reclamo de arbitragem, mas fica minha pergunta: vale a pena reclamar? Porque tem gente que reclama e a gente vê que dá resultado. Às vezes me parece que é mais importante você ter um comportamento adverso na beira do campo, pressionar a arbitragem do que você ter um comportamento ético, priorizar de orientar a sua equipe. Em contrapartida, você é prejudicado no jogo com faltinhas, pênalti que, 'ah, foi falta', mas quantos lances dentro da área acontecem... Enfim, o segundo pênalti a bola bateu no sovaco, eu não sei se é pênalti. Também é outra pergunta que eu faço", questionou o treinador cruzeirense.

Felipe Conceição avaliou a performance do time como positiva, tendo em vista que as chances foram criadas. Mas ele voltou a afirmar que a arbitragem interferiu no resultado, favorecendo ao América. 

"Dentro do jogo, em relação à nossa equipe, a gente construiu as chances que deveríamos construir para ganhar a partida de dois gols de diferença para conseguir a nossa classificação, mas infelizmente não concluímos. E o adversário, quando teve a chance, muitas delas criadas pelo juiz, conseguiu concluir em gol. E o último gol ainda teve falta no Cláudio. Jogos decisivos que são decididos em detalhes, a arbitragem não pode contribuir tanto para um adversário", concluiu Conceição. 

O Cruzeiro só volta a campo no fim do mês, no dia 29, quando encara o Confiança, agora sim, pelo principal objetivo do ano, o início do Brasileirão da Série B. Momento de ajustes para que o time encontre o melhor rendimento na competição.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000