Josias Pereira
@josiaspereira
20/09/20
16h58

Otimismo

'Não passa na minha cabeça ficar na Série B', diz Sérgio sobre fase do Cruzeiro

Presidente celeste destacou confiança que possui no rendimento do time, que hoje está mais próximo do Z-4 do que do G-4

Sérgio Santos Rodrigues comentou sobre o carrossel do time na Série B do Brasileirão — Foto: Igor Sales/ Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
20/09/20 - 16h58

Olhar para a tabela de classificação da Série B traz apreensão ao torcedor do Cruzeiro. Após 10 rodadas, o time está hoje muito mais próximo da Série C, ocupando a 15ª posição, com oito pontos, a mesma pontuação do Guarani, o time que abre a zona de rebaixamento, do que em relação ao G-4, distante da Raposa por nove pontos. Mas o cenário complicado, e que vai ganhando contornos ainda mais difíceis a cada nova rodada sem vitórias, não abala o presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues. Em entrevista à rádio Bandeirantes, ele reforçou a confiança que possui na equipe e destacou que não passa sequer em sua cabeça permanecer na Série B em 2021.  

"Eu acredito muito no potencial que a gente tem, com o Ney podendo trabalhar com tempo, teremos ainda alguns reforços, e não passa nem na minha cabeça ficar na Série B. Tenho muita convicção de que a gente vai fazer um belo trabalho e subir", confia o dirigente. 

Para Sérgio Rodrigues, o momento que o time atravessa não é o pior da história celeste, mas sim o que aconteceu no ano passado, quando a Raposa foi rebaixada e dilacerada pelos ex-dirigentes. 

"Eu acho que o pior momento foi o rebaixamento com todos os problemas que  foram citados, aquele foi o pior momento porque a gente chegou em uma situação que não tinha dinheiro para nada, mandando funcionário embora, jogadores como o Ederson, que está no Corinthians hoje, por exemplo, saindo de graça porque o clube não pagou salários. Acho que o pior, sinceramente, já passou. Acho que agora a gente tem que buscar construir novamente dentro das nossas possibilidades", recordou o mandatário celeste.

Na mesma entrevista, Sérgio Santos Rodrigues apontou que o caminho do Cruzeiro apontava para um 2020 de dificuldades desde o início do ano. "O Cruzeiro começou esse ano, por exemplo, no Campeonato Mineiro, com seis jogadores que nunca tinham atuado pelo profissional. Todo mundo já sabia o tamanho da dificuldade que isso seria. Dentro dessas possibilidades, a gente vai reconstruindo", salientou.

Todavia, para o presidente celeste, as análises que estão sendo feitas em relação ao desempenho do time estão se baseando mais no momento do que no projeto. Ele ainda lembrou o desempenho que a equipe registrou ao longo das rodadas disputadas até então da Série B, explicando que alguns tropeços aconteceram nos famosos jogos de um lance. 

"O problema é que no futebol é aquela questão, quando ganha está tudo bem, quando perde está tudo ruim. Nós começamos com todo mundo elogiando muito a contratação do Enderson, ganhamos três partidas no Brasileiro, sendo duas fora contra Guarani e Figueirense, ganhamos do Botafogo de Ribeirão Preto em casa. Aí criaram aquela expectativa que o Cruzeiro iria ganhar tudo. Depois a gente foi para três  empates e três derrotas, e várias dessas derrotas de 1 a 0, naqueles chamados jogos de um lance, que você vai pegar os números e vai ver que o Cruzeiro foi muito melhor, mas tomou um gol bobo e faltou poder de reação", observou Sérgio Santos Rodrigues, que ressaltou sua confiança no trabalho de Ney Franco e citou até o arquirrival Atlético como exemplo para confiar na reabilitação. 

"A gente  fez uma mudança de comando, o Ney fez um baita jogo semana passada contra o Vitória, aí todo mundo começou 'o Cruzeiro vai ser campeão', e ontem, infelizmente, apagão. A gente não tinha tomado nenhum gol de bola parada até hoje, nenhum gol de falta ou escanteio e tomamos dois. São aquelas coisas que vão ser ajustadas, serão resolvidas, eu acredito muito no potencial do time, o Ney tem aquele histórico recente de arrancadas a partir da oitava, nona rodada do Brasileirão, lembro até do próprio Atlético, em 2006, quando esteve na Série B, que chegou na 12ª rodada em 15º lugar  e depois arrancou até o campeonato", ressaltou o presidente. 

O Cruzeiro volta a campo na próxima sexta-feira (25), quando encara o Avaí, no Mineirão, às 21h30, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000