Josias Pereira
@josiaspereira
21/11/20
08h00

Discurso realista

'O projeto do Cruzeiro é para o ano que vem', salienta Felipão

Técnico foi claro: não vai nutrir falsas expectativas sobre um acesso hipotético e já disse que não vai comentar mais sobre o tema com atletas e jornalistas

Felipão voltou a apontar dificuldades do clube e o objetivo inicial de se afastar do Z-4 — Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
21/11/20 - 08h00

O empate do Cruzeiro com o Figueirense por 1 a 1 no Mineirão, em jogo disputado na noite dessa sexta-feira, estendeu a série invicta de Felipão no comando da Raposa. Agora já são seis jogos de invencibilidade, com três triunfos e três empates. Mas o rendimento do time contra os catarinenses poderia ter sido melhor, ainda porque o Figueira, sob o comando do estreante Jorginho, promoveu várias alterações no time 

Mesmo assim, o time estrelado não conseguiu engrenar, abrindo mais um pontinho em relação ao Z-4, mas permanecendo na mesma posição, com 25 pontos. O desempenho faz Felipão novamente ressaltar o discurso realista que vem pregando desde que voltou ao clube, ressaltando ainda que o planejamento da Raposa é para a próxima temporada, ano em que o Cruzeiro também celebra o centenário. Não obstante, o próprio comandante assinou um vínculo longo com o time estrelado. 

"Eu já falei algumas vezes que o projeto do Cruzeiro é para o ano que vem. Porque esse ano, ele tem que sair lá de baixo. Nós temos cinco ou seis equipes só abaixo de nós. Nós temos que saber isso", disse Felipão, em coletiva após o 1 a 1 com o Figueirense. 

O comandante lamentou algo que seus antecessores no cargo também justificaram: a perda dos seis pontos na Fifa devido a uma punição envolvendo a transferência do volante Denilson em 2015. Com esses seis pontos, o Cruzeiro estaria hoje com 31 pontos e a seis do América, o quarto colocado. Sem essa pontuação, a diferença para o Coelho atualmente é o dobro: 12 pontos. 

"Agora se nós tivéssemos aqueles benditos seis pontos que entenderam que não precisavam jogar, quie podia dá-los [...] as pessoas que fizeram isso agora estão vendo que não era assim, não é tão fácil como se imagina. E nós estamos lá embaixo. O que nós temos que trabalhar é para continuar o primeiro objetivo, que vai ser continuado por mim e pelos atletas. Eu não estou pensando no segundo objetivo porque eu não estou livre do primeiro. Portanto, se os meus atletas quiserem entender e vão entender, porque eu vou insistir em cima disso [...] eu não vou brigar com o torcedor, eles podem alimentar qualquer situação, eu não. Eu vou alimentar que nós estamos há seis jogos por aqui, empatamos três, ganhamos três. Imagina se nós tivéssemos perdido esses outros três jogos?", indagou o comandante. 

Felipão também foi claro. Não vai nutrir falsas expectativas sobre um acesso hipotético e já disse que não vai comentar mais sobre o tema com atletas e jornalistas. Toda a precaução do veterano treinador para tirar o Cruzeiro de qualquer risco de um rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro. 

"Então, com todos esses pontos (conquistados desde sua chegada ao clube), a gente ainda está em 15º. Imagina se a gente tivesse perdido três jogos? Estaríamos em 19º, 20º. Então temos que ter calma, no sentido geral, nós, dentro do clube, e eu como treinador, vou fazer o projeto e vou desenvolver o pensamento nesses jogadores até o momento de conseguirmos o primeiro objetivo. O segundo objetivo é um assunto que eu nem vou falar mais com eles (jogadores), nem vou falar mais com vocês (jornalistas), porque nós não estamos atingindo os objetivos que sonharam, porque se não tivessem sonhado, tinham pago na Fifa, não tinham perdido seis pontos, uma série de detalhes. Não vamos ficar aí reclamando de nada. Vamos trabalhar por objetivos. O primeiro objetivo a ser atingido é não cair para a Série C. Depois eu vou ver o que vai acontecer em frente", finalizou o treinador. 

O Cruzeiro volta a campo na próxima terça-feira (24), quando encara a líder Chapecoense, fora de casa, pela 23ª rodada. Um jogo duríssimo e que pode fazer a Raposa se erguer em meio ao cenário de incertezas que ainda pairam sobre a Toca da Raposa. 

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000