Estadão Conteúdo
20/10/21
18h32

Grupo H

Chelsea massacra Malmo com ajuda brasileira na Champions League

Juventus fez 1 a 0 na casa do Zenit e lidera com 100% de aproveitamento

FBL-EUR-C1-MAN UTD-ATALANTA
Tuchel perdeu os atacantes Timo Werner e Lukaku, machucados — Foto: Adrian Dennis / AFP
FBL-EUR-C1-ZENIT-JUVENTUS
Claudinho teve duas boas chances — Foto: Olga Maltseva / AFP
Estadão Conteúdo
20/10/21 - 18h32

O Chelsea se reabilitou da derrota para a Juventus em grande estilo. Com dois gols do brasileiro naturalizado italiano Jorginho e uma assistência de Thiago Silva, o atual campeão da Liga dos Campeões se impôs diante do frágil Malmo, goleando por 4 a 0 e subindo para a segunda colocação do Grupo H. A Juventus fez 1 a 0 na casa do Zenit e lidera com 100% de aproveitamento.

Em busca da reabilitação após derrota para os italianos, o Chelsea começou a partida em Stanford Bridge com enorme pressão no Malmo. Alugando o campo de ataque, os atuais campeões demoraram apenas nove minutos para abrir vantagem.

Jogada pela direita, o zagueiro brasileiro Thiago Silva cruzou com precisão para belo voleio de Christensen e festa em Londres. Apesar da vantagem, os comandados de Tomas Tuchel seguiram em cima. Aos 20, o brasileiro naturalizado Jorginho sofreu pênalti. Ele mesmo bateu, com perfeição, para dar vantagem cômoda à equipe.

Apesar da vantagem, Tuchel perdeu os atacantes Timo Werner e Lukaku, machucados, ainda no primeiro tempo. Problema para os próximos jogos, já que a fragilidade do Malmo não impediria a equipe de se reabilitar na Liga dos Campeões.

E realmente o time sueco nada pôde fazer para segurar o Chelsea. Substituto de Lukaku, Havertz ampliou no início da etapa final. Pouco depois, novo pênalti para Jorginho cobrar. Goleiro de um lado, bola do outro e vitória transformada em goleada no placar. Foi o 11° gol sofrido pelo visitante em três rodadas e vitória segura do Chelsea.

Jogando em casa, o Zenit deu trabalho para a Juventus na primeira etapa. Sempre apostando em tabelas e jogadas rápidas dos brasileiros Malcom e Claudinho. Em uma bomba de fora da área, o meia exigiu grande defesa do goleiro Szczesny. O polonês ainda salvaria em cabeçada de Chistyakov.

Satisfeitos com o empate que serviria para a manutenção da liderança, os italianos não acertaram o alvo antes do descanso, apesar de ter mais a posse de bola. Na volta do descanso, os russos adotaram postura defensiva, investindo nos contragolpes. Claudinho teve duas boas chances. Foi travado em uma e bateu colocado na outra, bem perto da trave.

A Juventus seguiu sua postura de dominar a bola e arriscar pouco, mas viu seus reservas definirem na reta final. Num cruzamento de De Sciglio, Kulusevski ganhou pelo alto e cabeceou A bola bateu na trave e entrou, definindo um importante 1 a 0. Os italianos sobem para os 9 pontos, diante de 6 do Chelsea e 3 dos russos. O lanterna Malmo não pontuou ainda.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000