Gabriel Pazini
@Gabriel_Pazini
16/05/21
17h57

Tudo igual

América e Atlético empatam, e final do Mineiro segue aberta

Rivais ficaram apenas no 0 a 0 nesta tarde, no Independência

Rivais ficaram apenas no empate nesta tarde — Foto: Fred Magno/O Tempo
Gabriel Pazini | @Gabriel_Pazini
16/05/21 - 17h57

Em um jogo de poucas oportunidades de gol e ruim tecnicamente, mas com um segundo tempo emocionante, América e Atlético ficaram apenas no 0 a 0 neste domingo (16), no Independência, no duelo de ida da final do Campeonato Mineiro. O resultado faz o Galo chegar a nove jogos de invencibilidade na temporada, e o Coelho, a seis.

Enquanto o América entrou com uma escalação esperada, o Atlético entrou com uma equipe diferente. Cuca poupou Jair e Keno e optou por Réver como volante, deixando Allan, que seria a opção natural, no banco. Na ponta, Arana foi o escolhido, com Dodô entrando na lateral-esquerda. O time distinto não teve impacto positivo, com o Atlético não tendo boa exibição nos primeiros 45 minutos, dificuldades de criação e em dominar o meio-campo, e Réver perdido em sua função.

O primeiro tempo do clássico não teve muitas emoções. Em uma partida com ritmo lento, equilibrada e muito truncada, tendo forte marcação de ambos os times, foram poucos os espaços para criar e também as oportunidades de gol. O América, sem criatividade, sequer teve lances de perigo e não obrigou o goleiro alvinegro Everson a trabalhar. Do lado atleticano, foram três finalizações defendidas por Cavichioli, mas todas em bolas em cima do arqueiro, sem intervenções complicadas e grandes jogadas trabalhadas. A etapa inicial deixou muito a desejar tecnicamente e em emoção.

Com isso, os times voltaram diferentes para o segundo tempo, e a partida, ainda que não tenha evoluído muito tecnicamente, ao menos teve mais emoções e lances de perigo. No Galo, Cuca sacou o perdido Réver e colocou Allan em seu lugar já no intervalo, tentando melhorar seu meio-campo. Depois, com 10 minutos, trocou Dodô por Sasha, puxando Arana para a lateral e ficando com escalação e estilos mais próximos do habitual. Já o Coelho voltou com outra pegada e mais agressivo. Não à toa, criou uma grande chance logo aos 5min, com Everson fazendo boa defesa e impedindo o gol alviverde. Depois, aos 22min, outra oportunidade americana, com nova boa intervenção do arqueiro alvinegro.

O América se animou e Lisca fez duas mudanças que transformaram ainda mais a partida. Ele tirou Felipe Azevedo e colocou Ademir, e trocou Bruno Nazário por Ribamar. Aos 27min, Ademir avançou em contra-ataque, ganhou na corrida e forçou Allan a matar a jogada e ser expulso, deixando o Atlético com um jogador a menos. Estar em vantagem numérica, porém, não fez diferença no placar a favor do Coelho. O time mandante até passou a controlar ainda mais o jogo e ficar mais no campo de ataque, tentando agredir e chegar ao gol, mas não conseguiu marcar, com a retaguarda atleticana conseguindo conter os avanços adversários e o time focado em segurar o empate.

Com o resultado, o Galo tem a vantagem de empatar no duelo de volta para se sagrar campeão mineiro. O Coelho precisa vencer para levantar a taça. O jogo decisivo será no sábado (22), às 16h30 (de Brasília). Antes disso, o Atlético joga pela fase de grupos da Copa Libertadores nesta quarta-feira (19), às 21h (de Brasília), contra o Cerro Porteño, no Paraguai. O time de Cuca já está classificado para o mata-mata da competição continental. Já o América não joga durante a semana, tendo os dias livres para treinar e se preparar para o clássico.

FICHA TÉCNICA

AMÉRICA 0 x 0 ATLÉTICO

Motivo: primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro 

Data: domingo, 16 de maio de 2021

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Wanderson Alves de Souza (CBF)

Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Frederico Soares Vilarinho (CBF)

VAR: Emerson de Almeida Ferreira (CBF)

América:
Matheus Cavichioli, Diego Ferreira, Anderson, Eduardo Bauermann e Marlon; Juninho (Leandro Carvalho), Zé Ricardo (Ramon) e Alê; Felipe Azevedo (Ademir), Rodolfo (Lohan) e Bruno Nazário (Ribamar)
Técnico: Lisca

Atlético:
Everson; Guga, Igor Rabello, Junior Alonso e Dodô (Sasha); Réver (Allan), Tchê Tchê e Nacho Fernández (Hyoran); Savarino (Tardelli), Hulk (Alan Franco) e Arana
Técnico: Cuca

Cartões amarelos: Everson, Guga, Junior Alonso, Arana e Tardelli (Atlético)

Cartão vermelho: Allan (Atlético)

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000