Daniel Ottoni
@supernoticiafm
07/10/19
15h08

Superliga C

Uberlândia quer anular acesso do Guarulhos à segunda divisão do vôlei

Mineiros alegam inscrição irregular de jogador paulista em jogo decisivo do torneio de acesso

Uberlândia perde jogo decisivo para Guarulhos, logo na estreia da Superliga C — Foto: Divulgação
Daniel Ottoni | @supernoticiafm
07/10/19 - 15h08

O resultado final do jogo que deixou o Uberlândia Gabarito Start Química de fora da Superliga B pode ainda não estar definido. O time mineiro, que também participa do Estadual adulto contra Sada Cruzeiro e Fiat Minas, acompanha procedimento em trâmite perante o Superior Tribunal de Justiça Desportiva da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em razão de possível escalação irregular do líbero Bruno Feliciano Jorge, na partida do dia 2 de outubro, contra o Guarulhos (SP). 

Os dois times se enfrentaram no primeiro dia de jogos do grupo C, com sede em Joinville. O resultado de 3 a 2 a favor dos paulistas fez a diferença no resultado final. Foi justamente o ponto a mais que classificou o Guarulhos, que venceu todos os cinco jogos. No tie-break, resultado de 15 a 9 para um elenco mais rodado, que conta com a presença do experiente levantador Sandro, que atuou no Sada Cruzeiro, na última temporada. O Olympico, de Belo Horizonte, também participou do grupo e somou apenas uma vitória em cinco jogos. 

O Uberlândia alega que o líbero Bruno Feliciano Jorge não tinha condições de jogo, uma vez que foi inscrito após a data-limite, 27 de setembro. O regulamento do torneio deixa claro que todas as inscrições devem ser realizadas até um dia antes do primeiro jogo da competição, que aconteceu no dia 28 de setembro, em outro grupo, na cidade de Anápolis (GO). 

A falha foi descoberta pelo Joinville, que sediou os jogos do grupo, passando a informação para o Uberlândia, certos de que existe uma grande possibilidade de reviravolta neste caso. A reportagem apurou que o time paulista teve conhecimento que o resultado final do torneio seria contestado antes mesmo da última partida. 

No contato já feito com a CBV, o Uberlândia foi informado de que Bruno jogou com aval, por meio de liminar concedida pelo auditor Paulo Schmitt. O time do Triângulo também contesta a não publicação da decisão. "Queremos que a justiça seja feita. Temos um projeto sério, de 20 anos no vôlei masculino, com presenças em Superliga B e que busca um dia disputar a maior competição do país", comenta Manoel Honorato, técnico do Uberlândia. 

Procurada pela reportagem, a CBV informou que  'não é parte envolvida na questão e não teve nenhum tipo de comunicado seja pelo clube ou mesmo do STJD'. A procuradoria do STJD já recebeu a informação e a previsão para julgamento é na próxima semana. 

 

Escreva um comentário
Comentar

Leia também:

Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000