Premeditação

Homem esperou 5 horas por chegada de ex e filho para matá-los, diz polícia

Suspeito de matar os dois no bairro Ipiranga foi preso nesta quarta-feira perto do fórum da capital

Qua, 31/07/19 - 19h09
Delegada diz que suspeito de ter matado a ex e o filho dela no bairro Ipiranga teria premeditado o crime

A Polícia Civil acredita que os assassinatos de Teresa Cristina Peres de Almeida, de 44 anos, e do filho dela, Gabriel Peres Mendes de Paula, de 22, tenham sido planejados friamente pelo ex-companheiro da mulher. Ele, que tem 33 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (31), próximo ao Fórum Lafayette, no Barro Preto, região Centro-Sul da capital. 

"Ele chegou ao local do crime cinco horas antes, aguardou a vítima friamente e, quando ela chegou na rua  com o filho, executou os dois. Foi premeditado não só pelo tempo que ele ficou esperando as vítimas, como a mala que estava no carro quando ele foi preso e também pela situação de nem ter trocado de roupa. A blusa que ele aparece cometendo o crime foi encontrada também dentro do veículo", explicou a delegada Ingrid Estevam, do Núcleo Especializado na Investigação de Feminicídios. 

Mãe e filho voltavam da academia, na segunda-feira (29), quando foram mortos a tiros no bairro Ipiranga, região Nordeste da capital. 

Segundo a policial, o criminoso, meses antes, começou a vender objetos pessoais, o que pode ser um indício que ele já planejava fugir.

"Ele pode ter planejado uma fuga para outro Estado. Por meio das redes sociais, há um bom tempo, ele estava anunciando TV, eletrodomésticos e móveis para venda. A morte do filho da vítima também foi planejada. Foi comprovado que existem reds que o filho dela registrou devido às ameaças do autor. Eles não tinham uma boa relação", contou a delegada. 

Fuga por várias cidades

Após cometer os crimes, o investigado, de acordo com levantamentos da Polícia Civil, passou por várias cidades do Estado. 

"Desde o cometimento do crime até a presente data nós monitoramos os passos do investigado e tomamos conhecimento, através das nossas técnicas investigativas, que ele passou por vários bairros de Belo Horizonte, Betim, Pedro Leopoldo, Sete Lagoas e Pará de Minas", detalhou o delegado Emerson Morais, do Departamento Estadual de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP).

A prisão foi no início da tarde na avenida Augusto de Lima com rua Paracatu. "No momento da abordagem, ele estava no veículo, em tese, utilizado na ação criminosa. No banco do carona foi encontrado uma pistola de fabricação israelense de calibre 9 mm. Essa arma será submetida à perícia para apontar se ela foi usada ou não nas mortes", afirmou o policial. 

O homem, que negou o crime para a polícia, foi autuado em flagrante pelo porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e foi cumprido o mandado de prisão pelos assassinatos.

Comentários

Deixe seu comentário
* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso
Leia mais
LEIA MAIS
Radiação
Prevenção
Segurança
Melhoria
Atenção
Santana do Garambéu
Ajuda
Fórum de Contagem
Araxá
Teófilo Otoni