Portugal

Cachorro considerado o mais velho do mundo completa 31 anos

A data foi comemorada por ele e seu tutor com direito a uma animada festa de aniversário, em Leiria, Portugal.

Por O TEMPO
Publicado em 12 de maio de 2023 | 11:54
 
 
 
normal

Um cão da raça rafeiro do Alentejo puro-sangue, considerado o mais velho do mundo, completou 31 anos, nesta quinta-feira (11/5). A data foi comemorada por ele e seu tutor com direito a uma animada festa de aniversário, em Leiria, Portugal.

Bobi nasceu em 11 de maio de 1992 e foi reconhecido como o cão vivo mais velho pelo Guinness World Records, em fevereiro desde ano. Além disso, também foi considerado o canino mais velho já registrado no planeta.

O farejador vem de uma linhagem de cães de vida longa, incluindo a sua mãe, Gira, que viveu até 18 anos, uma marca que já poderia ser considerada notável. 

Seu tutor Leonel Costa lembra que Bobi teve muita sorte quando era filhote, pois escapou de ser enterrado pelo pai de Leonel junto aos seus irmãos filhotes.

“Infelizmente, nessa altura era considerado normal pelas pessoas mais velhas que não podiam ter mais animais em casa […] enterrar os animais numa toca para que não sobrevivessem”, explicou Leonel.

Escondido entre as madeiras de um galpão, Bobi acabou escapando do desfecho de seus irmãos e cresceu.

Quanto à sua alimentação, Leonel afirma que Bobi sempre comeu “comida humana”. Devido à idade avançada o cão não consegue realizar as mesmas atividades de antes e enfrenta problemas na visão. 

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!