adeus

Funeral de Bento 16: No último dia de velório, fiéis se despedem do papa emérito

Caixão do ex-pontífice será enterrado nas grutas vaticanas, debaixo de São Pedro, na mesma cripta onde o corpo de João Paulo II esteve até 2011

Por Agência
Publicado em 04 de janeiro de 2023 | 08:31
 
 
 

Nesta quarta-feira (4), os fiéis ainda poderão visitar a capela funerária da basílica de São Pedro, no Vaticano, para se despedir do papa emérito Bento XVI, falecido no sábado aos 95 anos. O velório do ex-pontífice começou na segunda-feira (2), quando cerca de 65 mil pessoas foram dar o último adeus a Joseph Ratzinger, que renunciou ao cargo após oito anos de pontificado.

Na quinta-feira (5), Francisco presidirá as cerimônias solenes do papa emérito na imensa Praça de São Pedro, as quais contarão com a presença de autoridades e religiosos do mundo todo. O funeral de um papa emérito, ou seja, sem funções, não tem um protocolo específico. Assim, foram seguidos alguns dos procedimentos da cerimônia para um pontífice em exercício. É a primeira vez na história que um papa preside o funeral de seu antecessor.

Nessa terça, segundo dia do velório, alguns fiéis precisaram esperar até duas horas para entrar no santuário e prestar sua homenagem ao ex-pontífice, cujo corpo descansa em um catafalco coberto por um tecido dourado e cercado por dois guardas suíços com trajes de gala, em frente ao altar-mor.

Ao redor do catafalco de Bento 16, há várias fileiras de cadeiras de veludo vermelho escuro para que as personalidades, incluindo cardeais e bispos, além de delegações estrangeiras, possam rezar. "Foi um humilde servo de Deus. Isso é evangélico. Tentamos seguir esse caminho, que é o de servir à Igreja (...) Oramos por ele e por seu descanso eterno", disse o cardeal africano Philippe Nakellentuba à AFP, após rezar pelo falecido pontífice.

A Casa Real espanhola confirmou a presença da rainha Sofia, esposa do rei emérito, Juan Carlos I, no sepultamento. O presidente polonês, Andrzej Duda, também irá na quinta-feira.

Ao fim da cerimônia, o caixão do pontífice emérito será enterrado nas grutas vaticanas, debaixo de São Pedro, na mesma cripta onde o corpo de João Paulo II esteve até 2011, quando seus restos mortais foram transferidos para uma capela da basílica para sua beatificação. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!