Acusações

Mãe de Madeleine McCann culpa livro de reservas de restaurante; entenda

Saiba também porque Kate e Gerry McCann alegam que investigação inicial afetou o caso

Por O Tempo
Publicado em 05 de abril de 2023 | 20:52
 
 
 
normal

Após o turbilhão que viveu nas últimas semanas com a polonesa Julia Faustyna alegando ser sua filha, a família Madeleine McCann continua a ser notícia. Desta vez, devido a revelações compiladas pelo New York Post. Segundo o jornal, a mãe da garota acredita que o livro de reservas de um restaurante e erros na investigação inicial causaram o desaparecimento da filha. 

O livro de reservas do restaurante

Para entender a alegação de Kate McCann, é preciso uma breve contextualização. A família passava férias em um hotel em Portugal, em 2007, e Madeleine teria desaparecido do apartamento em que estavam hospedados. Neste momento, os pais da garota jantavam com amigos no restaurante Ocean Club, localizado dentro do hotel. 

Avançamos para 2019, quando a Netflix lançou o documentário "The Disappearance of Madeleine McCann". No final da obra, o autor Robbyn Swan alegou que Kate nunca se recuperaria do que viu no livro de reservas do restaurante. Segundo ele, trata-se de um detalhe que até hoje assombra a mãe

Como os filhos do grupo que estavam de férias ficariam dormindo na hora do jantar, os pais pediram para reservar a mesma mesa todos os dias, da qual era possível ver os quartos onde as crianças estavam. 

Depois do desaparecimento de Madeleine, Kate viu que o responsável escreveu essas informações no livro de reservas do restaurante e, chegou a conclusão que qualquer funcionário ou mesmo curioso poderia ver as informações e concluir que as crianças estariam no quarto sem supervisão de adultos

Essa conclusão de Katie também consta no livro que assina junto com o marido, "Madeleine: o Desaparecimento de Nossa Filha e a Busca Contínua por Ela". “Para meu horror, vi que, sem dúvida com toda a inocência e simplesmente para explicar por que ela estava quebrando um pouco as regras, a recepcionista acrescentou o motivo do nosso pedido: queríamos comer perto de nossos apartamentos já que estávamos deixando nossos filhos pequenos sozinhos e verificando-os de forma intermitente", escreveram. 

Investigação desastrosa

O segundo motivo que os pais de Madeleine acreditam que a filha ainda não foi encontrada está relacionado com a investigação policial que ocorreu nos primeiros dias após o desaparecimento. 

No site que o casal mantém, foi postado que eles se sentem profundamente tristes por perderem a batalha judicial contra o policial português Gonçalo Amaral. O agente teria, segundo os pais, afetado negativamente a investigação ao alegar que se tratava de um crime simulado e que os pais eram os maiores suspeitos

“Se o público acreditasse que estávamos envolvidos em seu desaparecimento, então as pessoas não estariam alertas para possíveis pistas e não poderiam relatar informações relevantes às agências [policiais] de aplicação da lei relevantes", escreveram. (Com informações de "NY Post")

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!