Alerta

OMS confirma surto do vírus Marburg, com taxa de letalidade de até 88%, na Guiné

Nove pessoas morreram no país africano e já há dois casos suspeitos em Camarões

Por O Tempo
Publicado em 14 de fevereiro de 2023 | 21:26
 
 
 
normal

A Marburg, vírus infeccioso com taxa de letalidade de até 88% é a nova preocupação da Organização Mundial de Saúde (OMS). A entidade convocou uma reunião nesta terça-feira (14) para tratar sobre um surto da doença, que matou 9 pessoas na Guiné Equatorial, que acabou declarando estado de emergência. 

Segundo George Ameh, representante da OMS em Guiné, equipes de Covid-19 foram deslocadas para rastrear os contatos de Marburg. Ao menos 200 pessoas foram colocadas em quarentena na localidade onde foi detectada a doença pela primeira vez. A vigilância aumentou e, desde o início das ações, não foi relatado nenhum caso suspeito nas últimas 48 horas. 

O governo de Camarões também detectou dois casos suspeitos na região da comuna de Olamze, na fronteira com a Guiné. As autoridades públicas disseram que os dois casos são de jovens de 16 anos que não têm histórico de viagens à área atingida.

O país chegou a restringir a circulação na fronteira com a Guiné para evitar o contágio pela então “febre hemorrágica desconhecida”.  

Acampamento da OMS em Marburg

O que é Marburg

O vírus Marburg é da mesma família do ebola e se origina de morcegos. Ele se espalha por meio de contato com fluídos corporais de pessoas contaminadas ou por superfícies. Marburg foi identificado em 1967, em laboratórios na cidade de mesmo nome, na Alemanha, e em Belgrado, na Sérvia.

Entre os sintomas da doença estão febre, fadiga, vômito com sangue e diarreia.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!